domingo, 9 de janeiro de 2022

Respire fundo


"A mouthful of air", de Amy Koppelman (2021)
Meu Deus, que filme triste. Logo na cartela inicial, o filme recomenda que o filme não deve ser visto por pessoas depressivas ou ansiosas. O filme é baseado no livro escrito pela própria cineasta em 2005, e ela mesmo resolveu adaptar.
O tema é dificílimo: uma jovem mãe, interpretada por uma excelente Amanda Seyfried, que tem depressão pós-parto após o nascimento de seu 1o filho. Ela tenta suicídio, cortando os seus pulsos. Seu marido, Ethan (Finn Wittrock), é um marido e pai carinhoso, mas não sabe como lidar com a depressão da esposa. Julie (Seyfried) é uma autora infantil de sucesso, mas traumas do passado, de um pai abusivo, a levaram a uma existência melancólica e frágil. Até que ela descobre estar grávida novamente.
Com participações de Amy Irving, como sua mãe, e de Paul Giamatti, como seu terapeuta., "Respire fundo" é dirigido com cuidado por Koppelman, que evita mostrar cenas fortes. Não é um filme fácil de ser visto, e lida com sentimentos muito ainda no lugar do desconhecido: o que faz uma mulher jovem, feliz na profissão, com um marido carinhoso, filhos sadios e bem sucedida tem depressão e pensamentos suicidas? Em tempos de rede social onde todos são felizes, é um filme que fas refletir sobre o essencial para as nossas vidas.

2 comentários: