terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Meu mundo em perigo


de José Eduardo Belmonte (2007)
Drama de Belmonte, cineasta brasiliense, que também dirigiu " A concepção" e " Se nada mais der certo", um diretor muito festejado em festivais de cinema.
O filme narra a história de Elias ( Elcir de Souza), um desempregado que perde a guarda de seu filho pequeno para a ex-mulher. Desequilibrado psicologicamente, ele vaga pelas ruas de São Paulo bêbado, até atropelar sem querer um senhor. Desesperado, foge do local sem prestar socorro. O filho do homem, (Milhem Cortaz) jura vingança e quer a todo custo descobrir o paradeiro do atropelador. Elias acaba conhecendo acidentalmente uma bela jovem ( Rosane Mullholand), surda, hospedada em hotel de 5a categoria. Ele também se hospeda lá, na esperança de criar um vínculo com a misteriosa mulher.
Esse filme foi rodado em 12 dias, baixíssimo orçamento. Isso é visível na técnica do filme: fotografia escura, mal iluminada, e som ruim. Para equilibrar essa precariedade técnica, Belmonte se utiliza de trilha sonora inusitada e uma montagem dinânmica, e muita cãmera na mão.
Os atores estão bem, com destaque para Elcir. O filme é longo, perde seu ritmo no meio, mas o início e final são interessantíssimos, com belas cenas estilizadas. Pena o filme ter sido produzido com tão pouca grana, poderia ter rendido um produto bem mais interessante. Mas vale a intenção e a coragem de se fazer um cinema de guerilha, urgente. E para isso, a gente acaba abstraindo seus defeitos técnicos.

Nota: 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário