terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Toc - Transtornada, Obsessiva, Compulsiva

"Toc - Transtornada, Obsessiva, Compulsiva", de Paulinho Caruso e Teo Poppovick (2017) Delirante comédia absurda, nos moldes dos filmes dos irmãos Farrelly, responsáveis pelas sandices "Quem vai ficar com Mary" e " Eu, eu mesmo e Irene". O melhor do filme é que ele não respeita nenhuma lógica, Vale tudo: é uma comédia transgressora, feito sob medida para o estilo de humor de Tata Werneck. Difícil pensar em outra atriz para interpretar o papel de Kika K (uma brincadeira com "Kika", de Almodovar, provavelmente), uma famosa atriz de televisão, cinema e publicidade, cuja vida profissional esta `as mil maravilhas. Mas a pessoal, está uma merda total: seu namoro com o galã Caio Astro ( Bruno Gagliasso, hilário) é uma fachada, ela e perseguida por um fã psicopata ( Luis Lobianco, no estilo do serial de Jim Carrey em " O pentelho") e sua sua agente tresloucada ( Vera Holtz, brilhante). Para culminar, ela conhece um vendedor de uma livraria, Vladimir (Daniel Furlan, a melhor revelação dos ultimos tempos), com quem ela acaba flertando. Ah, e sem esquecer que Kika tem Toc por várias coisas principalmente, linhas retas. A direção, a quatro mãos, alterna com ousadia um olhar que mescla a linguagem televisiva com a cinematográfica em planos abertos e sem cortes. A trilha sonora é sensacional, a fotografia talvez eu tenha achado um pouco escura demais, mas vai ver é um conceito para mostrar esse mundo "escuro" no qual vai se transformando a vida de Kika. As metáforas são divertidas, mesclando o universo de "Mad Max", telenovelas mexicanas e comerciais trash ( estilo Dolly Guaraná). Não sobre pedra sobre pedra. O filme atira para todos os lados. Duas cenas antológicas: o encontro de Kika com a Ingrid Guimarães ( a própria), brigando por um papel na novela, e a cena do restaurante chinês. Uma comédia diferente, cult, para um público pop e aberto a novas possibilidades do cinema comercial. Ah, aguardem os créditos finais, tem uma cena surpresa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário