sábado, 14 de janeiro de 2017

Convencendo o papai

"Winning dad", de Arthur Allen (2015) Escrito e dirigido por Arthur Allen, esse drama de baixo orçamento fala sobre homofobia e relações familiares. Colby e Rusty formam um jovem casal gay, cheio de planos. Colby quer ser um Chef de cozinha. O pai de Colby, Michael, não aceita o homossexualismo do filho e faz vista grossa. Como há muito tempo não se vêem, pai e filho combinam um acampamento. Colby leva Rusty, e o apresenta como sendo um amigo hetero. No entanto, no dia da viagem, Colby recebe um recado de que precisa conhecer um grande chef de cozinha. Assim, Rusty viaja com o pai do namorado, sozinhos. Durante o acampamento, Rusty revela para Michael que ele e' namorado do seu filho, Michael reage violentamente. Bastante verborragico, "Convencendo o papai" poderia render uma bela peca de teatro, com poucos personagens. Tenso e com bons dialogos, o filme tem boas interpretacoes, com excecao de Arthur Allen, o roteirista e diretor, que resolveu interpretar Rusty. E' dificil acreditar que o pai de Colby nao identifique que ele seja gay, pois Arthur Allen faz um Rusty totalmente afeminado. Tivesse sido mais sutil, a surpresa seria muito mais efetiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário