segunda-feira, 17 de outubro de 2016

O ornitólogo

O ornitólogo", de João Pedro Rodrigues (2016) Cineasta português cultuado por cinéfilos, muito por conta das bizarrices e fetiches gays que existem sua filmografia ( " O fantasma", " Odete", " Era uma vez em Macau") , em " O ornitólogo" ele foi além. Vencedor do prêmio de Direção em Locarno, o filme acompanha a trajetória de um ornitólogo( Paul Harmy), na floresta densa do Norte de Portugal. Ele se acidenta é acudido por duas chinesas cristãs peregrinas que seguem para Compostela. No entanto, elas logo se revelam como cultivadoras de masoquismo, e o homem consegue fugir. Sem Tomar o seu remédio, o homem não sabe mais discernir o real da fantasia e se vê envolvido com tipos bizarros: pagãos, amazonas seminuas é um pastor de nome Jesus que acaba transando com ele. Não há como tentar explicar as intensas metáforas que o filme propõe: em determinado momento, a vida do homem se mistura à história de Santo Antônio de Padua. O filme discute religiosidade, diversidade sexual e a globalização ( falam-se várias línguas no filme). As cenas de sexo são bem ousadas, e a nudez masculina surge aos borbotões. Para fãs do cinema de João Pedro, o filme é um grande presente. Para os outros, pode vir a ser uma grande tortura. Destaque para a fotografia deslumbrante de Rui Poças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário