segunda-feira, 17 de outubro de 2016

A festa da salsicha

"Sausage party", de Greg Tiernan e Conrad Vernon (2016) O cineasta Conrad Vernon, que realizou as animações "Madagascar 3" e "Shreck 2", entre outros, se uniu ao diretor Greg Tiernan e ao ator Seth Rogen, co-autor do roteiro, e produziram um dos filmes mais politicamente incorreto dos últimos tempos. Seth Rogen convidou amigos atores famosos pela boca suja ( Kirsten Wiig, Michael Cera, Paul Rudd, James Franco, Salma Hayek, Edward Norton, Jonah Hill, entre outros) e conceberam um filme onde o espectador fica boquiaberto o tempo todo. É muito importante ninguém levar crianças nem familiares "certinhos demais"pois pode correr o risco deles ficarem traumatizados pelas barbaridades que verão durante 90 minutos. Muito sexo, violência explícita, palavrões aos borbotões e sim, todos cagaram para as patrulhas ideológicas que assolaram as produções culturais. Goste-se ou não ( e é bem provável que boa parte não curta), é um filme que confirma a liberdade do autor. A história, gerada provavelmente por um time de autores chapados, narra a rotina de alimentos e produtos de supermercado que sonham um dia que os "Deuses"( os seres humanos) os comprem e os levem do supermercado. Eles acreditam que irão para o paraíso. entre eles, a salsicha Frank, apaixonado pela bisnaga Brenda. Quando descobrem a verdade do mundo de fora ( que os humanos compram os alimentos para comerem) , eles se rebelam e tentam fazer de tudo para sobreviver. Insano e grotesco, é um filme que a gente fica o tempo todo querendo acreditar naquilo que estamos vendo. Seth Rogen realmente é um ator/autor sem papas na língua, e um poço de criatividade no quesito porra-louquice ( vide "A entrevista"). As músicas temas foram criadas por Alan Menken ( o mesmo dos desenhos da Disney, 'Aladim", "A bela e a fera", etc). Uma cena antológica: a verdadeira suruba que acontece no desfecho da história. De cair o queixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário