terça-feira, 11 de outubro de 2016

É apenas o fim do mundo

"Juste la fin du monde", de Xavier Dolan (2016) Vencedor do Grande prêmio em Cannes 2016, "Xavier Dolan fez uma adaptação da peça teatral de mesmo título e a adaptou, assim como fez em um de seus filmes, "Tom à la farme". Ambos acontecem praticamente em um único espaço: a casa da família, afastada da cidade grande. Louis (Gaspard Ulliel) , um jovem escritor, retorna para sua casa familiar para dar o recado de que está morrendo. A mãe (Nathalie Baye), os 2 irmãos (Vincent Cassel e Lea Sedoux), e a cunhada ( Marion Cotillard) o aguardam, mas ao chegar, muitas intrigas e lavação de roupa suja farão com que Louis questione se irá dar a notícia ou não. Com um super elenco das grandes estrelas francesas no time, Xavier Dolan faz aquilo que ele faz de melhor: dirigir os seus atores e dar o olhar estilizado sobre tudo o que há em volta. Mas dessa vez, ele errou na dose: tudo está histérico, os diálogos são extremamente teatrais e pouco envolventes. Os clips musicais estilizados continuam. A trilha sonora pop continua. Para mim, o filme menos envolvente de Dolan, que no ano passado surpreendeu a todos com o excelente "Mommy". Vamos ver se no próximo filme Dolan surgirá com uma narrativa nova e sem reiterar os seus vícios de linguagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário