sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Elis

"Elis", de Hugo Prata (2016) O Cineasta Hugo Prata estréia no longa de ficção com o emocionante "Elis", cinebiografia de Elis Regina, uma das cantoras mais populares do Brasil, que morreu de overdose aos 36 anos de idade, em 1982. Hugo Prata tem uma extensa carreira como Diretor de videoclips, mas a partir de "Elis", sua carreira com certeza sofrerá uma grande mudança. Com belíssima direção de atores, formado por um elenco tarimbadíssimo, capitaneado por um Andrea Horta assombrosa ( vencedora de melhor atriz em Gramado 2016), ZéCarlos Machado ( pai de Elis), Gustavo Machado ( Ronaldo Bôscoli), Lucio Mauro Filho ( Miele), Rodrigo Pandolfo ( Nelson Motta), Caco Ciocler ( Cesar Camargo Mariano) e muitos outros prestigiados atores. A fotografia de Adrian Teijido é excelente, levando em consideração a linguagem do filme, que mescla musical, drama e linguagem jornalística. Todo mundo já conhece a história de Elis. O filme, assim como foi "Tim Maia", vai no caminho mais fácil para entendimento do público: cenas que ilustram a trajetória de Elis, desde sua chegada no Rio de Janeiro nos anos 60, seu sucesso em São Paulo, casamento fracassado com Boscoli e Cesar Camargo Mariano. Mostra também as várias amizades, o uso de drogas e bebidas e a relação com os filhos. É impossível não se emocionar com o filme, e mais difícil ainda, não enxergar Elis na figura de Andrea Horta. Palmas pela qualidade dramatúrgica e técnica, amparada por uma trilha sonora exemplar, ao som de jazz.

Um comentário: