terça-feira, 11 de outubro de 2016

Manchester à beira mar

"Manchester by the sea", de Kenneth Logerman (2016) Escrito dirigido por Kenneth Logerman, esse poderoso drama é uma daquelas obras primas que nos fazem acreditar no milagre de se contar uma boa história e nos permitir embarcar nela. Através da história de uma tragédia de um homem comum, a estrutura do roteiro, brilhante, nos leva e traz no tempo para desconstruir quem é Lee Chandler ( o papel da vida de Casey Aflleck). Não se pode falar muito do filme pois corre-se um risco enorme de fazer apoplética. Só sei que no início eu achei que estava vendo um filme americano que se apoderou da estrutura do clássico " Ano passado em Mariembad" para falar de tempo e memória, sem ter uma cronologia definida. Tudo brilha no filme: roteiro, fotografia, locações, trilha sonora e graça a Deus, um elenco em atuações antológicas e vibrantes. Além do primor de Casey Affleck, temos Michelle Willians e o jovem Lucas Hedges, no papel de Patrick, sobrinho que vai morar com seu tio Lee após a morte do pai. Várias cenas antológicas, mas três jamais sairão da ninha cabeça: o depoimento na delegacia, o reencontro do casal na rua e Patrick abrindo a geladeira. Imperdível!

Nenhum comentário:

Postar um comentário