sábado, 10 de dezembro de 2016

Os olhos de minha mãe

"The eyes of my mother", de Nicolas Pesce (2016) Com apenas 26 anos, o americano Nicolas Pesce escreveu e dirigiu esse perverso filme de terror, que fez muito sucesso em Sundance e ganhou vários prêmios em festivais de cinema fantástico. Rodado em um extraordinário preto e branco, o filme é dividido em 3 capítulos: "Mãe","Pai"e "Família". O que une os 3 segmentos é a protagonista, Francisca. Na primeira parte, Francisca é criança, e testemunha sua mãe ser barbaramente assassinada por um serial killer. Anos se passam e já grande, ela cresce com um enorme trauma, o que faz com que ela se torne uma pessoa solitária, mas que deseja companhia de qualquer jeito. O roteiro é cruel. O desenrolar da história provoca mau estar, e o filme surpreende pela frieza com o qual trata os seus personagens. A narrativa, sêca, valorizada por planos longos onde testemunhamos as ações de Francisca, incomoda demais. É um filme que não é fácil de recomendar para quem não fôr fanático por filmes bizarros e brutais. É violento, porém, com uma brilhante direção, com planos e cenas muito bem marcados. É um filme de terror com cara de filme de arte. Para os apreciadores do puro terror que não curtam um filme com cara mais artística, irão se frustrar bastante. O filme é lento, sem preocupação alguma de tornar tudo mais dinâmico. Excelente trabalho da atriz portuguesa Kika Magalhães, que interpreta Francisca adulta.

2 comentários:

  1. Gostei do filme, mas realmente não é pra qualquer um. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do filme, mas realmente não é pra qualquer um. Abraço.

    ResponderExcluir