quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Banquete

"Feast", de Patrick Osborne (2014) Delicioso e simpático curta de animação da Disney, vencedor do Oscar 2015 da categoria. Se baseando na premissa do seu clássico "Up, altas aventuras", onde temos um prólogo excepcional contando a vida de Carl sem diálogos, apenas em imagens, por quase 8 minutos. em "O banquete", essa fábula sem falas é desenvolvida em 6 minutos. Os traços da animação são os mais tradicionais possíveis, para não deixar dúvida para nenhum espectador que estamos assistindo a um filme da Disney. Poderia ter sido lançado em 1930. Inclusive, porquê a história lembra bastante "A dama e o Vagabundo: um cachorro que aproxima seu dono da paixão da vida dele. Através de comida ( sempre a comida, transmitindo emoção e sentimentos através do paladar de seus personagens, vide "Festa de Babette" e "Como água para chocolate"), acompanhamos a epopéia do pequeno cãozinho Winston. Abandonado, ele é encontrado na rua por um jovem, que o leva para casa, seduzindo o bichinho pelo paladar. A partir daí, o bichano cresce e amadurece com ele, até que uma mulher surge na vida do dono. Primeiro filme dirigido pelo animador Patrick Osborne, que já trabalhou em diversos clássicos Disney, o filme esbanja fofura, porém fiquei com uma impressão de deja vu. Não vi os outros concorrentes do Prêmio, mas esse aqui me pareceu bem corriqueiro. Nota: 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário