sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Annie

"Annie", de Will Gluck (2014) Diretor da comédia 'Amizade colorida", com Justin Timberlake e Mila Kunis, Will Gluck faz uma moderna adaptação do musical da Broadway, "Annie", já levada aos cinemas por John Houston em 1982. Trocando a menina ruiva pela menina negra Quvenzhané Wallis ( de "Indomável sonhadora"), Gluck provocou a ira dos puristas. Mas antenado com a época do politicamente correto, Gluck distribui seu elenco com outros personagens negros, incluindo Jamie Foxx, no papel de Will Stacks, o candidato a presidente linha dura que se apaixona pela menininha órfã. Eu amo musicais, e aqui, tudo é uma delícia: as músicas ( "Tomorrow" é um mega clássico que eu já havia ouvido na voz de Grace Jones), a fotografia, o elenco ( todo mundo divertido, incluindo Cameron Diaz, injustamente candidata a pior atriz coadjuvante no "Framboesa de Ouro:"). Aliás, no IMDB o filme tem uma péssima média, com nota 5. Aqui no Brasil, as críticas foram bem favoráveis, incluindo a de Rodrigo Fonseca​ no jornal O Globo. O que realmente acho que deveria ter acontecido era ter cortado meia hora do filme. Acho inconcebível um filme infanto-juvenil ter 2 horas de duração. No máximo 90 minutos. Em ritmo de alegria, o filme transcorre colorido e dinâmico o tempo todo, sem dar descanso. Entremeado por uma história que, ao pé da letra, é bem dramática ( meninas órfãs maltratadas por uma pilantra alcoólatra que só pensa no dinheiro do seguro social), "Annie" conquista pela delicadeza das cenas musicais, pelo talento de seus atores, que não tem medo do ridiculo e se jogam 100% nos seus personagens. É um filme família, que no entanto, não sei se encontra respaldo por parte do público infantil, pelo menos aqui no Brasil. Lá nos Eua, o filme foi um sucesso, arrecadando mais de 100 milhões de dólares. A história é bem singela, narrada quase que em tom de conto de fadas: Annie mora com outras meninas órfãs e sonha um dia encontrar seus pais verdadeiros. Elas moram com uma Bebada que as maltrata. Um dia, Annie vai salvar um cachorro quase é atropelada, sendo salva pelo candidato a presidente Will Stacks. Um v;ideo amador bomba no Youtube e Stacks tem sua candidatura elevada às alturas. Ele resolve convidar Annie para fazer parte de sua campanha, e aos poucos, ela vai amolecendo seu coração de ferro. Mas um dia, os pais verdadeiros surgem, e querem levar Annie embora. Nota: 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário