sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Eu sou Michael

"I am Michael", de Justin kelly (2015) Pode alguém se considerar um Ex-gay? Pois Michael Glatze diz que sim, e mais, ele diz que "Homossexualidade é morte". Baseado na história real do ex-ativista gay Michael Glatze que se converteu ao cristianismo e hoje em dia ataca o homossexualismo, "Eu sou Michael" é um filme bastante controverso. James Franco interpreta Michael Glatze, que no inicio dos anos 2000, casado com Bennet (Zachary Quinto), criou a Revista "Young gay America". Um ativista combatente da causa gay e defensor das minorias, Michael começou a sentir síndrome do pânico e medo de morrer ( seus pais morreram jovens). Durante o tratamento, Michael começou a ter visões, e passou a frequentar a Igreja e ler a Bíblia. Logo, foi se afastando da sua vida ativa na homossexualidade (pelo filme, ele e Bennet eram bastante promiscuo, mantendo relações a 3 e Michael caçava jovens gays em boates). Para espanto de todos, Michael começou a combater a sua vida anterior e a abraçar a religião, até se casar com cristã Rebekah (Emma Roberts). Gay assumido, o cineasta Justin keller realizou 1 ano depois com o mesmo James Franco o longa "King Cobra", sobre um ator porno envolvido com assassinato. Pelo visto, Justin adora retratar cinebiografias polemicas ambientadas no underground do Universo gay. Mas os seus 2 filmes tem um problema de ritmo, e são bastante burocráticos e caretas em relação ao retrato que faz de seus personagens. James Franco em seus últimos trabalhos tem procurado abraçar personagens viscerais, mas falta a ele ainda uma dose extra de visceralidade que a sua persona Hollywoodiana não permite ainda. Zachary Quinto está ok, e no mais, o filme vai caminhando de forma entediante até o seu desfecho ambíguo. Dependendo de como o espectador for avaliar esse filme, pode ser até que ache que é um filme doutrinário de como deixar de ser um gay. O filme evita mostrar um conflito interno de Michael em sua vida " hetero", muito provavelmente porque o verdadeiro acompanhou as filmagens ( vi varias fotos do Set com Michael abraçando James Franco). Uma pena que o filme ficou no meio do caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário