segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Bullhead


"Runskop", de Michael R. Roskam (2011)

Jacky Vanmarsenille (Mathias Schoennaerts) é um jovem fazendeiro, que trabalha com os seus pais em uma pequena fazenda onde eles criam gado. Eles criam o gado, assim como todos os outros, utilizando hormônios proibidos. O veterinário que oferece hormônios para eles propôe um acordo de Jacky com inescrupulosos comerciantes de carne. Porém, ao se encontrar com o grupo, Jacky reencontra Diederik, um amigo de infãncia, que por conta de uma tragédia na época que eles crianças, se afastou do seu convívio. Jacky guarda para si as consequencias da tragédia, o que faz com que ele tome hormônios injetáveis proibidos. O assassinato de uum policial que investigava o caso do comércio ilegal de hormônios, e o reencontro de Jacky com Diederick e Eva, a garota por quem ele era apaixonado na infância, faz explodir tudo na mente de Jacky, provocando uma grande tragédia.
Belo drama belga, com um tema curioso, que é o comércio ilegal de hormônios, mesclado aos gêneros drama, trhriller, romance e até mesmo comédia de humor negro. Muitas vezes vemos as inevitáveis referências aos cinemas de Tarantino e Irmãos Coen. O elenco está excelente, com destaque absoluto para Mathias Schoennaerts, que ganhou kilos e kilos de músculo para interpretar o difícil papel de Jacky. mençãoo tabém ao pequeno ator que interpreta Jacy quando criança. As cenas dele injetando hormonios em si, no banheiro, são, ao mesmo tempo, de extrema melancolia e beleza. Fiz muitas vezes analogia a " O fantasma da ópera": O tema do feio e bruto que se apaixona pela bela mocinha, e se deixa levar pela loucura para provar o seu amor.
Vale uma conferida nesse longa que está concorrendo ao Oscar 2012, na categoria filme estrangeiro.

Nota: 7

Um comentário: