segunda-feira, 20 de junho de 2016

O caseiro

"O caseiro", de Julio Santi (2016) Estrelando em longa aos 28 anos, Julio Santi ousa ao começar a sua carreira como diretor de um filme de suspense, um dos gêneros mais injustiçados aqui na plateia brasileira, em se tratando de produto nacional. Mas como resultado geral, ele fica com um gostinho de dever cumprido. Não considero os filmes do Zé do Caixão como suspense, para mim os filmes dele são categoria à parte. Os filmes do Marcos Dutra, " Trabalhar cansa" e " Quando eu era vivo" sao autorais demais para serem considerado filmes de público. Assim, " O caseiro" acaba saciando o desejo da plateia adolescente e adulta que quer apreciar um filme brasileiro que brinca com a cartilha do gênero. Tem tudo ali: boneca, reviravoltas no final, caseiros que assustam, espíritos que surgem, lago sinistro, casa assombrada isolada da cidade, crianças misteriosas... tecnicamente , o filme acerta em cheio e e' um de seus pontos fortes; trilha sonora e fotografia focados para provocar sensações de tensão. A história gira em torno de Davi ( Bruno Garcia), um professor de psicologia que diante uma aula onde discorre sobre paranormalidade, e' procurado por uma jovem ( Malu Rodrigues) para passar uns dias em sua casa de campo e avaliar a situação de sua irmã pequena: o pai acredita que ela está sendo ameaçada pelo espírito do caseiro, que se matou a 45 anos atrás e quer possuir o corpo da menina. Davi vai aos poucos descobrindo o verdadeiro pavor que tomou conta do local. Denise Weimberg interpreta a tia da menina, e e' curioso porque ela e Bruno Garcia já trabalharam juntos na franquia " De pernas Pro ar". A direção faz o que pode com o roteiro que tinha em mãos. Pessoalmente fiquei um pouco confuso com o desfecho, que achei atropelado, mas quero ver de novo para tirar minhas conclusões e avaliar a reviravolta. Por isso para quem for assistir, preste bem atenção na trama. Mas é um trabalho honesto e competente que merece ser visto, até porque e' uma boa surpresa como filme de um gênero que tem tudo para dar certo aqui no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário