quinta-feira, 16 de junho de 2016

Big Jato

"Big jato", de Claudio Assis (2015) "Big jato" é " Os incompreendidos" de Claudio Assis. Explico: para quem assistiu a obra prima de Truffaut, será fácil identificar as inseguranças e sonhos de um adolescente que passa pelo rito da passagem para a vida adulta. Os anseios sobre o primeiro amor, sexo, conflitos familiares, drogas e a busca de um sentido para a vida invadem a vida de Francisco ( Rafael Nicacio), morador do município de Peixe de pedra, junto de seu pai ( Matheus Nachtergaele), seus três irmãos, sua mãe ( Marcelia Cartaxo). Na mesma cidade também moram seu Tio radialista( Matheus Nachtergaele) e um poeta, Príncipe ( Jards Macale), que introduzem a arte e a Poesia na vida do menino. O pai de Francisco é dono de um caminhão chamado de Big Jato e vive de limpar as fossas nas casas das pessoas. Mas com a chegada do esgoto e das Privadas o serviço vai diminuindo. Francisco sofre bullying dos colegas da escola que o chamam de limpador de merda. Para piorar a situação, seu pai, machista, proíbe de escrever poesias. Belissimamente fotografado por Marcelo Durst, que traz cores inovadoras para o universo de Claudio Assis, o filme todo tem um tom de fábula. Parece até que o narrador em Off vai começar o filme dizendo " era uma vez". O elenco é o ponto alto do filme. A atriz Maeve Jenkings foi a preparadora de elenco. Estão todos excelentes, do elenco adulto ao jovem. Matheus prova ser dos maiores atores do Brasil, junto de uma explosiva Marcelia Cartaxo. Ambos ganharam prêmios em Brasília, além de filme e roteiro, consecutivo por Hilton Lacerda e baseado em livro de Xico Sá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário