sexta-feira, 10 de junho de 2016

Chocolate

"Chocolat", de Roschdy Zem (2016) Drama francês que narra a história real de Chocolate, o primeiro palhaço negro na França, que surgiu no final do Sec XIX fazendo dupla com Footit, um Palhaço branco. Footit descobriu e criou o palhaço Chocolate após vê -lo se apresentando como um Rei Canibal em um circo de quinta categoria e o trouxe a Paris, onde por anos fizeram muito sucesso. Porém Chocolate sucumbiu à fama: gastou seu dinheiro em jogos de azar e mulheres. Fora isso, quando foi preso por não portar documentação, conheceu um preso negro que disseminou nele a questão racial e da dominação do branco perante o negro. Chocolate entende que por anos foi visto como um Negro subalterno e escravizado pelo branco e resolve sair da dupla e enfrentar uma carreira solo como ator. Tecnicamente excelente, o filme segue a cartilha de um drama histórico clássico: cenas fragmentadas, barradas corretamente, porém sai da sessão sem ter me emocionado com a trajetória do personagem. A estrutura do filme é todo de uma grande novela, cheia de reviravoltas e intrigas. Quem garante única e exclusivamente o interesse do filme é a ótima atuação de Omar Sy, dando conta do recado. Pena que o personagem não teve tempo de expor melhor a sua verve nos palcos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário