sábado, 8 de julho de 2017

Traga-me alecrim

"Go get some Rosemary", de Ben Safdie e Joshua Safdie (2009) Eu sou um grande entusiasta do movimento cinematografico "Mumblecore". Explico: é um movimento que surgiu no cinema independente americano, realizado com baixissimo orçamento e com equipe reduzida. Normalmente o elenco é composto por atores desconhecidos ou não atores, as histórias giram e pequenos dramas do cotidiano da grande cidade e as interpretações sao naturalistas, a gente fica com a sensação de estar vendo um documentário, uma câmera escondida acompanhando a rotina dos personagens. Todos os cineastas do movimento são apaixonados pelo cinema do Papa John Cassavetes. Lenny ( o cineasta Ronald Bronstein, estreando como ator) é um pai divorciado de 34 anos, totalmente irresponsável, morador de Nova York. Nem todo mundo pode ser pai, e Lenny definitivamente não nasceu com esse dom. Ele tem síndrome de Peter Pan e age como uma criança. Mas ele é apaixonado pelos seus 2 filhos pequenos, Sage e Frey. Lenny mora sozinho e trabalha como projecionista em um cinema de arte. Ele consegue a guarda das crianças por um período de 2 semanas, e as leva para todos os lugares de sua rotina, uma vez que nao tem com quem deixa-las. Lanny não deixa a sua vida mundana de lado: caça garotas de noite dorme na casa delas e deixa seus filhos sozinhos em casa. Seus amigos, vagabundos, viciados, garotas solitárias frequentam a sua casa e convivem com as crianças. No auge do desespero, Lenny quase mata as crianças em uma situação criminosa. e mesmo assim, ele não quer deixar de ter a guarda dos filhos. Os cineastas e roteiristas Ben Safdie e Joshua Safdie se inspiraram na história do pai deles para escrever o roteiro. Bem dirigido, o filme tem um ritmo lento, e provavelmente, não agradará a boa parte dos espectadores, que acharão que pouco acontece no filme. Eu gostei bastante e fiquei surpreso com a qualidade de improvisação do elenco, incluindo as ótimas crianças. O filme fez bela carreira em Festivais: foi exibido em Cannes na Mostra Quinzena dos realizadores, em 2009, e em Sundance no ano de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário