terça-feira, 4 de julho de 2017

A garota com todos os dons

"The girl with all the gifts", Colm McCarthy (2016) Quem em sã consciência poderia imaginar que um dia, Glenn Close protagonizaria um filme de zumbis? E mais: um ótimo filme de zumbis, coisa rara nos dias de hoje, uma vez que o tema ficou saturado por conta do seriado "The walking dead", que praticamente afundou qualquer produção cinematográfica voltada ao tema dos mortos vivos. Adaptação do best seller escrito por Mike Carey, o filme teve o roteiro escrito pelo próprio novelista. Dirigido pelo escocês Colm Maccarthy, que veio da televisão após dirigir episódios de "Sherlock" e "Dr Who", o filme se passa em Londres pEos apocalipse. O mundo foi tomado por uma espécie de fungo, que ao ser respirado pelo ser humano, o transforma em zumbis. Em uma base militar, crianças infectadas mas que não se transformaram em zumbis são usados como experimentos pela Dra Caroline (Glenn Close), que quer descobrir a cura para a doença. A médica Helen (Gemma Arteton) é radicalmente contra o método da Dra. A base militar acaba sendo invadida pelos zumbis e os sobreviventes, entre eles o Sargento Parks (o excelente ator inglês Paddy Considine) e a menina Melanie ( a impressionante Sennia Nanua), querem descobrir o paradeiro de uma base militar ainda remanescente. O filme é repleto de referencias cinematográficas, entre elas, "Mad Max The fury road" e "Extermínio". Com uma direção eficiente, e muita adrenalina, o filme tem o suporte de um elenco de atores ingleses de primeiro time. Os efeitos são convincentes para um filme de produção media. Tem uma cena logo no inicio de um ataque de zumbis em um laboratório que é antológica. O desfecho do filme vai deixar muita gente puta ou desnorteada. Mas enfim, em tempos de crise globalizada, não se pode esperar um outro final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário