quinta-feira, 6 de julho de 2017

Dentro da floresta

“Dans la foret”, de Gilles Marchand (2016) O Cineasta e roteirista Gilles Marchand e seu companheiro roteirista escreveram alguns dos filmes mais estranhos da filmografia francesa: “Lemming”, “Harry, o amigo que veio para ficar”, “ Más noticias para o Sr Mars, entre outros. Em comum, o fato dos filmes terem uma bizarra mistura de filmes de terror, suspense psicológico e drama, muitas vezes com desfecho totalmente em aberto. Aqui em “Dentro da floresta”, isso não é diferente. Jeremie Alkain, ator de “A guerra está declarada”, e “Marguerite e Julien”, interpreta um pai sem nome. Ele mora na Suécia, e seus 2 filhos pequenos moram com a ex-esposa em Paris. Durante as férias das crianças, o pai consegue a guarda delas e elas viajam ara a Suécia. Para a surpresa delas, o pai resolve levá-las para uma densa e inóspita floresta para passar dias ali. Numa noite, o irmão mais velho, Benjamin, diz ao irmão menor que o homem que eles acreditam ser o pai, na verdade é o diabo. Tom, o pequeno, acredita e passa a desconfiar dos atos do pai, e começa a ter visões. E’ muito clara a influencia de 3 filmes de terror aqui: “ O iluminado”, “ Boa noite mamãe” e “ A bruxa”. O menino que interpreta Tom é igualzinho ao Danny de “O iluminado, assim como Jeremie Alkain está totalmente incorporado da persona de Jack Nicholson. Um filme dirigido com bastante segurança, Gilles Marchand sabe dar clima e atmosfera, e tirar proveito dos atores, principalmente dos pequenos. A trilha sonora provoca calafrios. Pena que o desfecho seja tao absurdamente fora do tom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário