sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Noite sombria

"Bleak night/Poonkoonsoo", de Sung-Hyun Yoon (2010) Que filme extraordinário! E o que mais me impressiona, é ser um filme de graduação de um Curso de Cinema da Coréia do Sul, e o Diretor ter 29 anos: dirigiu, escreveu e editou! De cara, o filme parece uma versão live-action da obra-prima da animação "O rei dos porcos", também sul-coreano. Um filme que fala sobre o rito de passagem da adolescência, de uma forma trágica, e de bullying. A história gira em torno do suicídio de um adolescente, Gi Tae. O pai tenta descobrir o porquê do filho ter cometido tal ato. Daí, o filme volta ao tempo, na época que Gi-Tae era amigo inseparável de Hee-Joon e Dong Yoon. Aos poucos, vamos entendendo os atos entre esses 3 amigos, que de amizade, vai se transformando em relação de poder e controle pela amizade: ciúmes, homossexualismo, depressão, insegurança. O filme toca em temas pesados, e sempre de forma melancólica, fazendo uma análise profunda da vida desses 3 adolescentes. A edição, fantástica, vai trazendo a narrativa em épocas distintas, e sempre trazendo surpresas narrativas: a mesma história, vista de ângulos distintos, trazendo outras perspectivas. O elenco está excelente, a fotografia sempre em tons escuros, reiterando o clima depressivo da trama. Uma jóia do cinema sul-coreano, uma pena que o circuito comercial não permita a exibição de filmes como esse. Nota: 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário