sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A sorte em suas mãos

"La suerte en tus manos", de Daniel Burman (2012) O cineasta argentino Daniel Burman teve apoio da produtora paulista Gullane filmes para financiar essa sua empreitada na comedia romântica, gênero ao qual ele tem se atido desde seus filmes anteriores, "As Leis de familia","Ninho vazio"e "Dois irmãos". Diferente de "Abraço partido", o filme que o lançou mundialmente em 2004, onde ele trazia as suas raízes judaicas para um conflito pai e filho, os seus filmes posteriores continuaram apostando no tema familiar e seus dilemas entre gerações, porém com uma mão mais leve e melancólica, um olhar romantizado e às vezes ácido da vida em família. O Cantor uruguaio Jorge Drexler tem a ingrata missão de substituir o ator-fetiche de Daniel Burman, o também ator uruguaio Daniel Handler. Em sua primeira incursão como ator, Drexler até que não faz feio e surpreende no papel do pai divorciado de 2 crianças, dono de uma financeira e viciado em poker e outras jogatinas. Disposto a fazer vasectomia, Uriel (Drexler) viaja até uma cidade próxima para fazer a cirurgia e aproveitar apostar no Casino local. Porém, ele acaba esbarrando em uma ex-namorada, Gloria ( Valeria Bertuccelli, da comédia "Viúvas"), recém-separada do namorado francês. Juntos, eles procuram redefinir o que não deu errado na relação quando eram mais jovens, e assim, tentar uma nova empreitada amorosa. A atriz Norma Aleandro faz uma participação no filme como uma famosa radialista e mãe perua de Gloria. A 1a parte do filme vai fluindo tranquilo, sem grandes novidades no gênero e no roteiro ( simplório e recheado de clichês), mas nada que incomode o espectador. Porém, a partir da relação de Uriel e Gloria, o filme vai afundando e se transformando em um arremedo do que existe de mais fraco nas comédias românticas americanas: a previbilidade, a forçação de barra ( Não gosto das sub-tramas do Rabino roqueiro, do urologista viciado em jogo e da banda que se reúne no final). Mesmo com todo o esforço do elenco em dar plausilidade aos personagens, mesmo com a bela fotografia que insiste em dar ao espectador belos planos sensíveis e uma trilha sonora apontando para o romantismo, o filme fica morno e não sobe nunca mais, até o seu desfecho. De saldo positivo, apenas a tentativa de mostrar uma história romântica com personagens na meia-idade em busca de uma nova chance. Tivessem sido tratados como adultos e não como adolescentes birrentos, a satisfação teria sido plena. Nota: 6

Nenhum comentário:

Postar um comentário