terça-feira, 4 de outubro de 2011

O dublê do diabo


" The devil´s double", de Lee Tamahori (2011)

Baseado na história real de Latif Yaha (Dominic Cooper), dublê de corpo do temido filho do ditador Saddam Hussein, Uday Hussein (Dominic Cooper). Latif e Uday foram amigos quando crianças. depois cada um seguiu seu caminho. Latif serviu o exército, e sua famílai é contra o regime ditatorial de Saddam. Até que um dia, Latif é sequestrado e levado até Uday. Ele o obriga a se tornar o seu dublê de corpo, caso contrário, a família de Latif será morta. Começa assim a via crucis de Latif, que acompanha a rotina de sangue e violência pregado por Uday. Ao mesmo tempo, Latif se apaixona pela amante de Uday, Sarrab (Ludivine Seigner). O filme se passa nos anos 8o.
Belo drama histórico, dirigido pelo neo-Zelandês Lee Tamahori, diretor do excelente " Once we were warriors". " O dublê do diabo" tem excelente reconstituição de época, auxiliado por belos figurinos e ótima maquiagem. O uso da trilha sonora com pérolas pop da época , como " Relax" e " Spinning me round" ajudam nessa ambientação. Os atores estão ótimos, e os destaques ficam por conta da incrível performance de Dominic Cooper, que interpreta dois tipos tão distintos dentro de uma mesma caracterização. Um trabalho que merece uma indicação para algum premio importante. Ludivine Saigner também está irreconnhecível, e prova ser um dos maiores talentos franceses.
O roteiro é objetivo, sem perder tempo, e mostra a situação histórica pelo qual passava o Iraque. Também mostra uma faceta ridícula e monstruosa do filho do ditador. Chega a ser patético. O senão fica por conta do filme ser falado em inglês, o que me tirou total da história no início, e da performance do ator que faz Saddam Hussein. Faltou peso na atuação.

Nota: 8

Nenhum comentário:

Postar um comentário