quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O efeito aquático

"L'effet aquatique", de Sólveig Anspach (2016) Co-escrito e dirigido pela Cineasta islandesa Sólveig Anspach, "O efeito aquatico" é uma comédia romântica ( comédia no sentido islandês da coisa). O mais incrível é o filme ter ganho os prêmios de roteiro em Cannes, na Mostra Quinzena dos realizadores, e no Cezar, Oscar do cinema francês. Digo incrível pois foi no roteiro aonde eu vi mais problemas. Samir é um homem solitário, na faixa dos 40 anos, que trabalha operando guindaste em construções em Paris. Ele testemunha em um bar um casal discutindo, e imediatamente se apaixona por Agathe, que ele descobre ser instrutora de uma Escola de natação. Samir se inscreve na escola, somente para poder se aproximar de Agathe. Mas o destino fará com que eles sigam até uma Conferencia na Islândia. O filme é bem dirigido, tem ótimos atores, um olhar exótico sobre os moradores da Islândia, mas segue em um ritmo lento e sem muito humor ( eu somente ri em uma cena que acontece em um chuveiro coletivo feminino). Faltou carisma aos personagens, para que o espectador torcesse pelo amor do casal. O que vale de fato, sao as belíssimas paisagens na Islândia, captadas com maestria pelas lentes da fotografa Isabelle Razavet.

3 comentários:

  1. A fotografia do filme deve compensar ei Hsu me passa teu e mail de contato pra gente trocar umas ideias?

    ResponderExcluir
  2. Olá! Diante dos prêmios que o filme recebeu e a minha própria percepção do filme, fiquei curioso pra saber a opinião de outras pessoas. O fato é que achei o filme muito ruim, com situações muito forçadas, personagens sem expressão e estereotipados. Tudo muito forçado e sem inspiração. Sou muito fã do cinema francês e este filme, por essa razão, foi uma grande decepção pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, o filme é franco-islandês, me corrigindo...

      Excluir