quarta-feira, 12 de abril de 2017

Gostosas, lindas e sexies

"Gostosas, lindas e sexies", de Ernani Nunes. Não fossem as referencias de sexo e os palavrões, "Gostosas, lindas e sexies" poderia perfeitamente ser exibido no Sessão da tarde como uma Comédia romântica daquelas onde as meninas suspiram por seu príncipe encantado. Afinal, o principal ingrediente está ali: Cinderelas em busca de seu par perfeito, sonhando dormindo ou acordadas, mas sempre acesas para a presença de qualquer ser humano do sexo masculino: garçons, motoristas, fotógrafos, atores, maridos, ex-maridos, a metralhadora libidinosa aponta para todos os lados. Pudera: o roteiro não esconde a sua principal e grande referencia: o seriado americano mais famoso das últimas décadas, e responsável por mudança no habito de muitas mulheres: "Sex and the city". Beatriz, Tania, Ivone e Marilu, encarnam cada uma delas, a persona de Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda: tem a fogosa, a romântica, a sedutora, a sonhadora. Para dar vida a essas meninas emponderadas e donas de si, foram escaladas Mariana Xavier, Cacau Protasio, Lyv Sieze e Carolinie Figueiredo. Em maior ou menor grau, o talento das meninas desponta para cenas românticas, safadas ou malucas. Sao muitos os sub-plots, mas invariavelmente fala sobre os dilemas da mulher moderna: criou-se independência financeira e profissional, mas ao custo de isolamento e distanciamento nas relações. Elas choram, elas se deprimem, elas vão `as festas chorar mágoas, elas enchem a cara, elas se divertem, elas namoram e elas traem. O roteiro se baseia nessas premissas. Para quem quer um filme que fala sobre ter auto-estima sendo fora do padrão de beleza inflingido pela mídia ( no caso, 4 meninas "gordinhas") vai se identificar bastante. Afinal, desaforos não são trazidos para casa. Faltou ao roteiro situações mais divertidas e inteligentes que tratassem do tema da obesidade sem cair nos chavões do bullying de tipos vilanescos que agridem sem qualquer tipo de constrangimento. Mas isso talvez fique para a continuação. O que vale aqui, é se deixar levar pelo carisma das meninas e sucumbir a um passatempo simpático e sem pretensões. O que já está bom demais. O elenco de apoio conta com um elenco enorme: Marcia Cabrita, Marcos Pasquim, Paulo Silvino, Sabrina Korgut, André Bankoff, Eliane Giardini, Rita Batata, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário