domingo, 9 de abril de 2017

Código de família

"Trespass against us", de Adam Smith (2016) Longa de estréia do inglês Adam Smith, é um drama sobre uma família de criminosos, liderados por um pai possessivo e cruel, Colby (Brendan Gleeson). Morando em trailers abandonados na periferia de uma área rural da Inglaterra, essa família irlandesa vive de roubos. Entre os filhos, está Chad (Michael Fassbender), casado e pai de 2 filhos pequenos. Chad, diferente dos outros familiares, se preocupa com o futuro de seus filhos e pensa em largar a vida bandida, mas a pressão de seu pai em querer que eles continuem roubando se torna um grande conflito para ele. Filmes com temas sobre famílias bandidas e bem comum, e sempre tem um integrante que quer se redimir. Aqui não é diferente. Por isso mesmo, o roteiro do filme não oferece grandes atrativos. Alternando entre drama familiar e filme de ação ( através das ações de roubo e perseguição policial, aliás bem filmadas, mas mostrando os policiais como despreparados), "Código de família" acaba valendo a pena ser visto apenas pelo bom trabalho do trio de atores principais: Além de Fassbender e Gleeson, a excelente Lyndsey Marshal no papel da esposa de Chad. Uma pena que o filme não tenha fôlego o suficiente para sustentar a atenção do espectador durante toda a duração, tornado-se repetitivo antes mesmo de chegar em sua metade. Atenção para a excelente fotografia, um dos pontos altos do filme, a cargo de "Enterrado vivo" e " O direito de amar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário