terça-feira, 27 de setembro de 2016

Luiz Carlos Barreto, o revolucionário

"Luiz Carlos Barreto: O revolucionário", de Betse de Paula e Jacques Cheuiche (2016) Documentário que faz parte da série sobre fotógrafos brasileiros do Canal Curta, dessa vez homenageando o Grande produtor do Cinema brasileiro, Luiz Carlos Barreto, o Barretão. Entre outros filmes, ele produziu "O que é isso, companheiro?", "Dona flor e seus dois maridos", 'O quatrilho", etc. O que pouca gente sabe, é que Barretão começou a sua carreira como fotógrafo de fotojornalismo. Acidentalmente, durante uma sessão de fotos nas filmagens de "Barra vento", de Glauber Rocha, o próprio ficou encantado com a luz e sensibilidade das fotos e acabou indicando o fotógrafo para Nelson Pereira dos Santos, em seu longa "Vidas secas". Sem experiência em cinema, Barretão, iluminou o filme sem luz artificial, somente com a luz do sol, para as filmagens rodadas no sertão, tudo em preto e branco. Foi uma revolução. Em seguida, fotografou "terra em transe", onde cita que por conta do orçamento, acabou misturando emulsões e fabricantes diferentes de negativo. Luiz Carlos Barreto conta histórias deliciosas e divertidas dos bastidores dos filmes, fazendo o espectador morrer de rir com o inusitado. Bom de papo, Barreto introduz o cinema na vida da família: seus filhos, Bruno e Fabio, sua esposa, Lucy Barreto, e a filha, Paula. O filme é uma justa e bela homenagem àquele que escreveu o seu nome na História do Cinema brasileiro, tendo dois filmes indicados ao Oscar de filme estrangeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário