sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Turbo kid

"Turbo kid", de François Simard, Anouk Whissell e Yoann-Karl Whissell (2015) Co-produção Canadá/Nova Zelândia, "Turbo kid" é uma homenagem ensandecida ao cinema dos anos 80. A fantástica trilha sonora de sintetizadores, os efeitos especiais toscos e claro, referência direta a "Mad Max", só que, ao invés de veículos motorizados, temos bicicletas turbinadas. E os vilões, liderados por um envelhecido Michael Ironside ( de "Scanners"), são maus, muito maus. No futuro apocalíptico e sem água, vilão Zeus (Ironside) detém o domínio da água, que ele obtém através do sangue das pessoas. The kid se une a uma robô, the girl, e a um cowboy, e tentam combater as forças do mal. O olhar vintage dos 3 cineastas percorre cada fotograma do filme. Impossível, para quem é nostálgico, não se divertir com tantas referências. O filme é uma festa para os nerds, e para quem curte uma diversão desmiolada, esse filme já nasceu clássico. Personagens carismáticos e risadas mais que garantidas. As cenas de violência são daquelas bem explícitas: cabeças decepadas, olhos revirados, corpos mutilados. Mas não se preocupem: é quadrinhos! O filme foi selecionado para o prestigiado Sundance e ganhou prêmios em vários Festivais internacionais do Cinema fantástico. Nota: 8

Nenhum comentário:

Postar um comentário