quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Lição do mal

"Aku no kyôten/Lesson of the evil" , de Takashi Miike (2013) Impressionante como Miike faz um filme atrás do outro. Realizando entre 2 a 7 longas por ano, Miike obviamente oscila de qualidade entre os filmes. Infelizmente, a tempos ele não produz clássicos como "Ichi, o assassino" e "Audition". "13 assassinos"e "Hara kiri" foram filmes curiosos e bons, mas nada memoráveis. Em "Lições do mal", baseado em livro de Yusuke Kishi's , Takashi Miike investiga o universo de serial killers e assassinato em massa em ambiente de High School. Hasumi é um professor amado pelos alunos, professores e colegas. Uma mente brilhante, sempre a postos para ouvir os alunos que relatam histórias de drama, abusos e outros itens. Formado em Harvard, logo descobrimos o seu passado como psicopata. Ele dividia crimes na época de estudante com seu colega, e acabou matando ele, que achava que só se matava por prazer. Hasumi acredita que faz tudo para limpar a alma das pessoas e a serviço de Deus. Hasumi surta de novo,e resolve dar um filme ao ambiente estudantil. Uma pena que o filme seja longo demais, quase 130 minutos. Não existe drama que sustente esse filme esse tempo todo. Cansativo, chato, o filme segue lento na psicologia dos personagens, até que em seu meio final, ele se aproxima de "Elephant" de Gus Van Sant e se transforma em outro filme. Mesmo sendo fã de gore, fiquei extremamente incomodado com a matança dos estudantes. Me parecia realista demais, e imagens de assassinatos nos Estados Unidos me vieram a mente. Não acho que essa associação tenha sido saudável. É um filme que faz pensar se vale a pena usar uma situação tão polêmica ( no caso, crimes contra estudantes em ambiente escolar) e reproduzi-la em seu estado máximo de violência gratuita. É brutal, apesar da embalagem ser de humor negro. Não curti muito, o protagonista não é bem desenvolvido, a gente não entende o porquê das ações dele desde adolescente. Tudo confuso, tem horas que confesso, não entendia o que se assava. Nota: 4

3 comentários: