quarta-feira, 10 de maio de 2017

Vermelho russo

"Vermelho russo", de Charlie Braun (2016) Mesclando uma linguagem documental com ficcional, "Vermelho russo" é um belo drama sobre a arte da atuação. Duas amigas atrizes, vindas de Sao Paulo (Martha Nowill e Maria Manuella, em personagens ficcionais mas usando seus nomes), resolvem ir ate Moscou para um curso tendo como base o método de Stanislavski. Elas estao em um momento de crise pessoal e profissional e desejam se reinventar. Durante o curso, elas sofrem com a questão cultural e linguistica. Aos poucos, no entanto, os adventos de suas vidas pessoais acabam se misturando aos personagens que elas interpretam. Com excelente atuação de Martha e Maria, "Vermelho russo" atinge melhor um publico mais antenado com as artes mais precisamente com a atuação. O professor de interpretação vai desfilando frases de efeito sobre o que é ser Ator, e as cenas da interação das amigas com atores de outras nacionalidades é bem divertida. No mais, é aquele desejo louco de querer conhecer a capital da Russia, repleto de locações extraordinárias. O filme tem uma pegada meio "Encontros e desencontros", mostrando uma curiosa e cómica diferença cultural. e Participações de Michel Melamed e de Fernando Alves Pinto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário