quarta-feira, 17 de julho de 2013

Cães raivosos

"Cani arrabbiati/Rabid dogs", de Mario Bava (1974) Esse filme de 1974, dirigido pelo cult cineasta italiano Mario Bava, está na lista de 50 filmes obscuros imperdiveis. Uma lista que me foi enviada pelo amigo Aristides Corrêa Dutra. Esse filme inspirou Tarantino a escrever e dirigir "Cães de aluguel". E é fácil entender o porquê. Além do tema do assalto, os personagens agem por impulso, pela violência que existe em casa um deles, verdadeiros cachorros bravos. Durante um assalto, uma quadrilha sequestra três reféns: uma mulher, um homem e seu filho doente que precisa de internação urgente. O que vemos daí em diante é uma sequência de cenas que se passam em sua maioria dentro do carro, quase 60% do filme. E incrível como ele mantém a tensão o tempo todo. Fiquei imaginado que um dos personagens teria um desfecho inusitado, e não e que acertei??? Na mosca! Mas não deixa de ser uma virada surpreendente. As atuações chegam às raias do caricato, típico desses filmes italianos da época. Mas funcionam pela bizarrice, pela violênca extrema, pela transgressão. Para a época, foi um escândalo. De qualquer forma, Bava morreu 5 meses depois das filmagens. O produtor também morreu, e não conseguiram dinheiro para finalizá-lo. Somente 20 anos depois, em 1994, o filme foi lançado, com a ajuda de Lamberto Bava, filho do cineasta, e de uma distribuidora.. Logo de cara, no crédito inciial, temos um plano estranho e incômodo de uma mulher silhuetada chorando. Isso dura alguns minutos, durante os créditos. De cara já percebemos que não é um filme qualquer, e que tem estilo. A trilha sonora é outro ponto de estranheza: uma trilha jazzistica, que "briga" com as imagens tensas. Os atores, desconhecidos, atuam, como falei, de forma caricata, mas dentro da proposta de ser algo que vai ao extremo de suas emoções. A mulher, e os 2 bandidos psicopatas, principalmente, têm cara de verdadeiros desequilibrados. Para quem curte pérolas, essa é uma ótima dica. Nota: 8

Nenhum comentário:

Postar um comentário