sábado, 6 de julho de 2013

Além dos muros

"Hors les murs", de David Lambert (2012) Exibido na Semana da Crítica no Festival de Cannes 2012, esse filme de estréia do cineasta Belga David Lambert aposta no amor de dois homens que largam tudo para viver o seu amor à primeira vista, mas que devido a circunstâncias alheias a sua vida, precisam romper com o pacto de felicidade eterna. Paulo é um músico que toca em cinematecas e que está noivo de uma dona de uma loja. Em uma noite de bebedeiras, ele conhece o barman Albanês Ilir. Ilir o leva até sua casa e Paulo passa a noite ali. Paulo percebe que o seu amor mudou de sexo, e decide romper com sua noiva, que o expulsa de casa. Paulo vai pedir moradia na casa de Ilir, que acha prematura a vida a dois, mas aceita-lo. Após um breve momento de felicidade, Ilir sai para resolver umas coisas e some durante 2 dias. O que acontece a seguir irá mudar o rumo de suas vidas. Belamente fotogrado, o filme traz uma atmosfera melancolica típica dos filmes europeus dos novos tempos de recessão. Criando cenas silenciosas, onde o olhar diz tudo, a direção inteligente cria momentos de beleza, dando espaço aos tempos mortos criarem o clima necessário para a falta de rumo dos personagens, bem interpretados pelos atores principais. Porém, o roteiro não propòe um olhar mais desafiador na relação desses dois homens, caindo no clichê do homem que se descobre homossexual e que acaba se auto-destruindo, inclusive incluindo cenas gratuitas de sado-masoquismo, como se simbolizando a "entrega" física e psicológica para um universo ate então inexistente. O fetiche e o proibido são atraentes e parecem o único lugar seguro para uma existência atormentada. Li numa entrevista com o diretor que ele quiz nesse filme recriar a história do clássico "Os guarda-chuvas do amor", onde acompanhamos o amor pleno, a crise e a dissolução de uma história romântica. Ficou somente na referencia, pois infelizmente, faltou garra e coragem no autor, em explorar mais intensamente esse amor, proibido, mas de pouquissima voltagem. Tesão passou longe. Nota: 6

Nenhum comentário:

Postar um comentário