domingo, 3 de abril de 2011

Sem Limites


" Limitless", de Neil Burger (2011)

Drama baseado no livro " The dark fields", narra a história de Eddie Morra (Bradley Cooper) , um escritor fracassado e desempregado, que vive as custas de sua namorada (Abbie Cornish). Ela acaba o abandonando. Desesperado, Eddie esbarra em um ex-cunhado, que lhe propõe uma droga sintética para venda. Eddie não aceita, mas acaba ganhando um comprimido de presente. Eddie o toma, e sua vida se transforma. A droga simplesmente potencializa tudo o que ele estudou, aprendeu em vida, e o torna dinãmico, inteligente, sagaz. Eddie aos poucos vai ganhando fama e sucesso, tudo graças a droga. Porém, seu ex-cunhado é assassinado, e ele fica com as drogas que estavam escondidas, sem saber que um assassino está também à procura das drogas.
Confesso que me diverti bastante vendo o filme. A trama é tão bizarra e absurda, que parecia que o filme era a própria " viagem " da droga. As soluções do roteirista beiram o ridículo, e ver atores tarimbados como Bradley Cooper e Robert de Niro interpretando se torna uma experiência muito estranha. Como de Niro aceitou participar de um filme tão insano? Por ex, a cena que Cooper toma do sangue do inimigo, é muito tosca. E por se levar tudo a sério, acaba ficando divertido.
Tecnicamente o filme é ótimo: a fotografia, o uso das cãmeras, muitas das tomadas sendo auxiliadas por computação gráfica.
A moral do filme é muito indefinida: afinal, é uma apologia às drogas???
Recomendo assistir se você estiver a fim de algo inusitado e que te surpreenda por você não saber como as coisas irão se desenrolar. Caso contrário, passe batido.

Nota: 6

Nenhum comentário:

Postar um comentário