sábado, 31 de março de 2018

Nunca estará sozinho

"Nunca vas a estar solo", de Alex Anwandter (2016) Filme chileno premiado com o Teddy no Festival de Berlin ( destinado a filmes com temática Lgbts). O cineasta Alex Anwandter estréia no cinema escrevendo, dirigindo, produzindo e compondo a trilha sonora. Famoso como cantor de eletropop, ele comanda uma história sobre homofobia, baseado no caso real do jovem Daniel Zamudio, assassinado por um grupo de neo-nazistas em Santiago, no ano de 2012. Pablo mora com seu pai, Juan (Sergio Hernández, de "Gloria"). Juan trabalha como gerente de uma fábrica de manequins e deseja abrir seu próprio negócio. Pablo trabalha de noite como drag queen em boites. Pablo namora Felix, um garoto que faz parte de um grupo neo-nazistas. Um dia, Pablo é atacado na rua, e ao pedir ajuda para Felix, esse lhe desfere um golpe violento, temendo que seus amigos descubram que ele tem caso com Pablo. Pablo entra em coma, e Juan se endivida para pagar os custos do hospital e das cirurgias. Ele procura por justiça, mas a dura realidade o impedirá de alcançar seus objetivos. Denso e dramático, esse filme é uma porrada. O filme não faz concessões. A cena do ataque é bem violenta e angustiante. Sergio Hernandez está excelente, em sua via crucis por justiça. Não esperem um "Desejo de matar". O filme incomoda por conta da fragilidade da justiça, que nada faz para sair do lugar, e apresenta o cidadão inerte, de mãos atadas. As cenas de sexo são ousadas e frias. Andrew Bargsted, no papel de Pablo, também está ótimo. A primeira metade do filme é com ele, e a 2a , acompanhamos o seu pai. Filme não recomendado para pessoas sensíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário