sábado, 3 de março de 2018

Contadora é para os Amantes

"Contadora is for lovers", de Jorge Ameer (2006) O Cineasta panamenho Jorge Ameer construiu uma prolífica filmografia baseada em filmes com tema Lgbts. Ameer escreve, dirige e produz os seus filmes, todos de baixíssimo orçamento. Fosse nos Estados Unidos, seus filme seriam taxados de "Mumblecore", movimento do cinema independente com filmes muito baratos. Assim como seus outros filmes, "Contadora é para os Amantes" é ruim em todos os quesitos: Elenco amador, roteiro, fotografia, câmera, trilha sonora. O que acaba sendo um ponto positivo, é que Ameer divulga a cultura de seu País, mesmo que de forma exótica, para estrangeiros. ele normalmente filma em externas: nas ruas coloridas, nas praias paradisíacas. Mike e Maria são um casal americano, que resolve passar a lua de mel na Ilha Panamenha de Contadora. Lá, eles são recepcionados pelo guia Gabriel, um jovem e sedutor tipo latino. Gabriel e Mike, durante um passeio na praia sozinhos, acabam se flertando e se beijam. Mike acusa Gabriel de se aproveitar dele, mas logo sua esposa Maria remedia a situação, promovendo um Threesome. Esse filme é tão ruim, que acaba tendo o charme de uma produção mega tosca. As atuações duras, nitidamente de falas decoradas, são um atrativo `a parte. Páreo duro na Lista dos piores filmes da história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário