terça-feira, 10 de maio de 2016

Nekromantik

"Nekromantik", de Jorg Buttgereit (1987) Cult de terror de 1987, e' um filme alemão banido em vários países. Realizado com pouco dinheiro, o filme explora o tema da necrofilia. Absolutamente proibido para pessoas sensíveis, o filme tem cenas chocantes, mesmo que realizadas de forma tosca. No meio de cenas de dissecação de corpos e sexo com cadáveres, o filme ainda se dá ao direito de mostrar uma cena de um coelho sendo escalpelado. Rob e' um funcionário de uma empresa que remove cadáveres. Sem seu patrão saber, ele rouba partes de corpos humanos e os leva para casa, para felicidade de sua namorada Betty, que tem fetiche por mortos e faz sexo com eles. Um dia, Rob traz um cadáver inteiro e Betty alucina em uma cena de mensagens a Trois. Rob e' demitido do emprego e Betty confessa que está apaixonada pelo cadáver e vai embora com ele. Sem rumo, Rob precisa dar continuidade à sua ânsia por necrofilia. As cenas do filme são indescritíveis em grotesco e perversidade. Muitos momentos são toscos, mas o desfecho seria uma homenagem ao clássico japones " Império dos sentidos". Sexo, vida e morte acaba se tornando a tríade desse filme perverso e doentio. Greenaway provavelmente aprovou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário