domingo, 10 de abril de 2016

O tesouro

"Comoara", de Corneliu Porumboiu (2015) Dirigido e escrito pelo cineasta romeno Corneliu Porumboiu, mesmo realizador de "A leste de Bucareste" e "Polícia, adjetivo", "O tesouro" tem recebido inúmeros prêmios em Festivais do mundo inteiro. Em Cannes 2015, recebeu um prêmio especial na Mostra "Un certain regard", e ganhou também o Fipresci em Atenas. O filme, como não poderia deixar de ser, sendo uma obra de Corneliu Porumboiu, é uma comédia dramática repleta de segundas intenções e metáforas contra o Governo Romeno. O tema da corrupção moral é uma constante em sua obra. O filme narra a história de Costi um funcionário de uma empresa que cobra dívidas da prefeitura. Endividado, ele mora com sua esposa e seu filho pequeno, que sofre bullying na escola. Um dia, um vizinho, Adrian, procura Costi e lhe pede dinheiro emprestado. Sem condições para ajudá-lo, Costi é novamente abordado por Adrian, que lhe propõe algo inusitado: ele diz que seu avô enterrou um tesouro no terreno da família, e propõe que Costi banque o serviço de um detector de metais. Tentado pela possibilidade de ganhar dinheiro, Costi vai atrás do dinheiro para bancar o serviço. Pela leis do Governo romeno, qualquer tesouro encontrado em terras romenas, escondido antes do Governo comunista e encontrado recentemente, deve ser notificado para a polícia. A pessoa fica com 30% do valor. Porem, Costi e Adrian pretendem driblar o governo e não anunciar, mesmo sabendo que podem ser presos. É com essa história sobre ricos e pobres, sobre tentações e corrupção, que o cineasta Corneliu Porumboiu apresenta ao espectador uma fábula moralista sobre erros e acertos. Com planos longos e bastante diálogos, o que é típico do seu cinema, Corneliu procura se desvencillhar do clichê do cinema americano que normalmente em situações de caça ao tesouro cria situações mirabolantes. Corneliu constrói uma narrativa que deixa o espectador constantemente tenso, torcendo pelo sucesso dos "heróis". A cada momento, algo pode dar errado. Mesmo com essa construção de suspense, o filme tem um ritmo bastante lento, e pode provocar tédio mortal no espectador tradicional. A destacar o excelente trabalho dos atores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário