quarta-feira, 17 de abril de 2013

Hoje

"Hoje", de Tata Amaral (2012). A cineasta paulista retoma a linguagem de seus primeiros filmes , os premiados "Céu de estrelas" e "Através da janela" e novamente, enclausura seus personagens dentro de um apartamento. Essa opção narrativa torna o filme mais claustofóbico, e porque não, teatral. Denise Fraga e o uruguaio Cesar Trancoso dão vida a Vera e Luiz, 2 ex-militantes contra a ditadura. Vera se muda para um apartamento que ela acabou de comprar, e durante a mudança, Luis surge e cobra dela ajustes do passado que precisam ser resolvidos. O filme propõe uma surpresa narrativa, e dosando humor atraves de outros personagens ( os raoazes da mudança, a vizinha paranóica) o filme acerta quando aposta no drama. Denise Fraga é uma grata surpresa, e vai ser interessante ver o público reagindo a essa incrusão dramática da atriz. Cesar Trancoso, de "O banheiro do Papa", cumpre com discreção o seu papel. O filme se utiliza de linguagens experimentais, como a projeção na parede e sobre os corpos, e traz uma bela fotografia de Jacob Soletrinek. É um filme a se conferir, ainda mais discutindo um tema tão em boga como a Ditadura em paises da America Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário