quinta-feira, 30 de maio de 2013

A loja dos suicidios

"Les magasin des suicides", de Patrice Leconte (2012) O cineasta francês Patrice Leconte, diretor , entre outros, dos ótimos"O marido da cabeleireira"e "Ridícu;o", se aventura na animação e faz um filme adulto inusitado, que tem como tema a obsessão das pessoas pelo suicídio. Claramente inspirado nos tipos de "A família Addams", inclusive com o patriarca exatamente igual ao Gomez ( os traços são os mesmos), o filme faz uma severa crítica ao caos reinante na Europa: Desemprego, crise financeira, falta de perspectiva e a consequente depressão por parte da população quie não consegue se reerguer. Usando o humor negro, Leconte narra a história da família de Mishima ( nome sugestivo do famoso autor japonês que se suicidou) que durante gerações comanda uma loja especializada em artefatos para que as pessoas cometam suicídios. Porém, quando nase o seu filho primogênito, as coisas mudam. Sempre feliz e sorridente, ele contrasta com a depressão e mau-humor dos pais e 2 irmãos, o que faz com que Mishima tente desesperadamente mudar o astral do menino. Divertido, delicioso e também melancólico, o filme não economiza nas cenas de mortes bizarras. O que me incimodou no entanto, foi ter transformado a animação em um musical, com números que me parecem perdido ante ao drama dos personagens. Mas de uma forma geral, é uma pequena jóia que deve ser vista pela sua coragem de expor um tema tão tabu de forma irônica. Nota: 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário