segunda-feira, 22 de junho de 2015

Enquanto somos jovens

"While we're young", de Noah Baumbach (2014) O cineasta independente americano Noah Baumbach, autor dos cults "Frances Ha" e "A lula e a baleia", apresenta aqui um filme onde ele faz uma crítica feroz a uma nova geração voltada ao mundo cibernético e alienado dos whatsapp e Facebook da vida. Provavelmente os personagens de Ben Stiller ( Josh) e Naomi Watts ( Cornelia) são um alter ego dele mesmo e de sua esposa, a atriz Greta Gerwig, que estão se aproximando dessa faixa etárea dos personagens, 40 anos. Josh, um documentarista fracassado e que possui a 10 anos um projeto sobre o Afeganistão, e sua mulher, Cornelia, vivem uma relação sem brilho. Entediados, eles acabam conhecendo Jamie ( Adam Driver, Melhor Ator em Veneza por "Corações famintos") e Darby ( Amanda Seyfried). Jamie é também um documentarista, e Darby abdicou de seus sonhos para viver um mundo alienado e juvenil ao lado de Jamie. Josh e Cornelia vão se afastando de seus amigos com a mesma faixa etárea e redescobrem os prazeres de voltar a serem jovens de novo. Confesso que esse foi o filme que menos gostei de Baumbach, talvez porquê eu tenha achado a mensagem do filme bastante pueril, ingênua e até mesmo caricata do que é ser jovem. O protótipo do jovem, encarnado por Jamie, ainda acaba se revelando um mau caráter. Os atores estão todos ótimos, mas o ritmo do filme achei lento e as piadas achei bem tolas, especialmente quando Cornelia vai dançar em um curso de hip hop e vai assimilando isso para a sua vida pessoal. O filme ainda discute temas como paternidade, ética profissional, e tantos outros, mas o que ficou realmente guardado para mim e digno de nota é perceber que Naomi Watts está envelhecendo. Talvez esse seja de fato o grande reconhecimento do filme. mostrar que o tempo passa e que outras gerações seguem atrás de nós. Um melancolismo paira sobre todo o filme, se for visto por essa ótica. Nota: 7

Nenhum comentário:

Postar um comentário