sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Imortais


" Immortals", de Tarsem Singh (2011)

Segundo a lenda, os deuses venceram abatalha contra uma horda de Titãs, que ficaram aprisionados no Monte Tártaro. Somente quem possuir o arco de Epirus poderá libertar os terríveis seres. O rei Hyperion (Michey Rourke) deseja se vingar da morte de sua esposa e filha, e tenta encontrar o arco, nem que para isso ele tenha que matar quem estiver a sua frente. Ele vai atrás do Oráculo (Frida Pinto), que tem o dom de saber aonde está o arco. Mas um camponês, Teseu, (Henry Cavill) é o terrestre escolhido por Zeus (John Hurt) para salvar a terra das mãos de Hyperion. Teseu quer vingar a morte de sua mãe. Mas a lenda diz que os Deuses não devem intervir na briga de humanos.
Filme dirigido pelo indiano Tarsem Sing, que também dirigiu " A cela". O visual do filme é questionável, percorrendo momentos de deslumbre com pura cafonice. O roteiro não traz novidades, especialmente para quem já viu " Fúria de Titãs" e afins. Os efeitos não tem nada demais, e o uso do 3D é sem criatividade. O ritmo é arrastado, as cenas de ação, burocráticas, e nada no filme realmente impressiona. O elenco atua em automático, e no geral, fica um gostinho de sessão da tarde requentado.

Nota: 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário