sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Atração Perigosa


" The Town", de Ben Afleck (2010)

Bom policial dramático dirigido por Ben Afleck, que tb co-escreveu o roteiro e protagoniza essa história sobre assaltantes de bancos em Boston. Em um dos assaltos, o grupo leva a gerente como refém, logo depois liberada. O personagem de Afleck começa a erseguir depois a gerente, pois ela mora próximo deles. A partir daí, rola uma atração entre os dois, sem que ela saiba a identidade dele. Paralelo, o FBI procura pistas para identificar o grupo.
O filme alterna bons momentos de ação e drama, evitando o romance barato.
O elenco está excelente: Rebeca Hall, Jeremy Renner, Chris Cooper, Peter Potleswathe.
O filme não inova nada, mas é bem conduzido, apesar de ser um pouco longo.

Nota: 7

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A árvore do amor

" Under the hawthorn tree" , de Zhang Yimou (2010)

Realizado em 2010, esse filme de Zhang Yimou é inspirado em livro homônimo, publicado na internet em 2007.
A história se passa durante a Revolução cultural na China. Uma jovem estudante é enviada para o campo para reeducação. Chegando lá, ela conhece um jovem que trabalha na área de geologia na região. Aos poucos, eles se apaixonam. Ela é de familia pobre ( o pai foi preso acusado de ser burgues), e ele de familia proeminente ( a mãe se suicidou, era a favor do capitalismo). Eles passam anos se vendo as escondidas, até que a mãe dela descobre, e diz que eles só podem se ver de novo quando ela completar 25 anos. Mas o destino traz surpresas para ambos.
O filme é lindo, um misto de drama politico com romance. A tonica do filme é a plasticidade e simplicidade na decupagem. A fotografia é belissima, a trilha sonora comovente, e os atores excelentes.
Não consigo entender como esses criticos do imdb dão nota 6.9 para o filme. Ele me fez lembrar de outro filme comovente de Yimou, CAMINHO PARA CASA. Ambos são muito pungentes, e o final desse aqui, é de uma beleza fenomenal.
Um filme imperdível para quem gosta de filmes plasticos e comoventes.

Nota: 10

Abutres


"Carancho"
Excelente drama argentino, esse filme estrelado pelo espetacular Ricardo Darin é denso e melancolico.
Homem que trabalha em seguradora que frauda acidentes, se envolve com uma médica, e resolve abandonar o trabalho. Mas é ameaçado pelo ex patrao, por estar devendo a ele .
O filme é muito bem dirigido, e a cens de acidente do final é espetacular, me lembrou bastante os planos sequencias de FILHOS DA ESPERANÇA.
A fotografia sombria,a trilha triste e o elenco maravilhoso, um roteiro bem construido, essa receita explosiva faz desse filme um programa obrigatorio para quem curte um cinema adulto de qualidade.
Interessante como a questão da área de saúde se aproxima muito daqui do Brasil, o descaso, a negligencia, o dominio de grupos mafiosos agindo internamente.

Nota: 9

Matar para viver

Essential Killing", de Jerzy Skolimowski (2010)


Excelente e denso drama de Jerzy Skolimowski , diretor polones. Vincent Gallo ganhou premio de melhor ator em veneza por esse filme, sem dar uma unica palavra ao longo da projeção.
Ele interpreta um soldado talibã, que foge dos soldados americanos, e se refugia na floresta gélida. O filme se resume a essa fuga e tentativa de sobrevivencia.
Gallo deve ter sofrido muito durante a filmagem. Porque tudo é realista. A fotografia e as locações são esplendorosas, e o filme sufoca em sua narrativa quase documental.
Para quem curte um filme de clima, essa é a pedida. Mas cuidado, é um filme lento, de situações. Não esperem um filme de ação, apesar de até ter otimas cenas.
Emanuelle seigner ( a sra Polansky) interpreta uma muda, com quem o soldado travará um contato humano, após se refugiar na casa dela.
O filme tem pelo menos 1 cena antológica e bizarra:quando o soldado ataca uma mulher na estrada, e bebe do seu leite materno. Insano.

Nota: 9

Um Homem Misterioso


"The american"
Belo thriller psicológico, que deixa o espectador envolvido por suas belissimas locações, fotografia exuberante e ótimos atores. O filme, apesar do que sugere, não é de ação, e sim, quase um drama existencial sobre um assassino encarregado de uma tarefa, e vai parar numa cidade ao norte da Italia. Lá, ele tenta montar uma arma encomendada, e ao mesmo tempo que se sente carente, se envolve com uma prostituta local.
O filme lembra bastante o ingles " Na mira do chefe", porem sem o seu humor.
O prologo inicial é maravilhoso, e dá o tom do personagem frio interpretado por George Clooney, que tb produz esse filme. Dirigido por Anton Cobijin, mesmo cineasta de CONTROL, filme sobre Ian Curtis.
Um filme silencioso, lento, mas tenso em alguns momentos. O unico senão fica para uma cena inverossimel (a cena de perseguição, do nada surge uma moto..que confunde o perseguidor...como assim????)

Nota: 9

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O homem do lado


" El hombre de al lado"
Comédia dramática dirigida pelos argentinos MAriano Chon e GAston Duprat, é divertido e tem excelentes atores.
Um designer de sucesso tem um vizinho que resolve abrir uma janela na parede que dá de frente para a sua sala. Sentindo-se invadido, o designer vai criando forte atrito com o vizinho, e acaba destruindo a relação familiar e profissional.
As situações são hilarias, e tem um clima de pesadelo. É uma bela curiosidade ver comedia argentina. Um pouco longo, mas mesmo assim vale a pena. E os creditos finais, com as caras dos tecnicos e elenco, é sensacional

Nota: 8

Cegos por justiça

"The tortured", de Robert Liberman (2010)

Produzido pelos mesmos produtores de "Jogos Mortais", esse thriller narra a historia de uma familia destruida pelo assassinato de seu filho pequeno. Condenado a 25 anos de prisao, o acusado é levado até a penitenciaria. os pais resolvem que a prisão é pouco para ele, e resolvem sequestrá-lo. O levam até uma casa abandonada em um bosque e passam a torturar o homem, para que ele possa sofrer mais do que o filho deles sofreu.
Um suspense interessante, com cenas de gore e drama, contando com atores em atuações satisfatorias e uma otima reviravolta no final, apesar de um tanto inverossimel. Mas está acima da média por manter um bom ritmo. Esse filme deve fazer a alegria de todos aqueles que pensam que a justiça deve ser feita pelas proprias mãos.

Nota: 6

O solteirão


" Solitary man"
A tradução do titulo para o portugues foi de uma infelicidade só. Induz o espectador a uma comedia, e o filme não é isso. É um drama acri-doce, melancolico, que me fez sair do cinema e refletir bastante sobre a vida. Os dialogos são excelentes, e crus.
Michael Douglas interpreta um homem bem sucedido, com uma familia feliz. Um dia, vai ao medico fazer exame de rotina e descobre que tem problemas no coração. O medico pede que ele faça exames, e ele acaba se recusando. resolve então curtir a vida como sempre quiz: traindo a esposa, transando com garotas, enganando seus clientes, fazendo de sua vida um parque de devresões, contando com o seu tempo limitado de vida.
Porém, os anos se passam, e nada acontece. MAs aí, tarde demais: sua esposa se separa dele, ele mantem pessima relação com a filha, e pior, perde tudo, devido aos golpes que aplicou. Ele reconsidera a vida, sem contanto, deixar de ser a pessoa imprudente e galinha que é.
O elenco é otimo, além de Douglas, tem Susan Sarandon, Mary Louise Parker , Danny de vito ( sumido!!) e Jesse Eisemberg, protagonista de A REDE SOCIAL.
Um ótimo filme,que merece ser visto. O filme naõ procura a rendenção do personagem, e sim, fazer acreditar que somos como nós somos. Ninguem muda assim do nada.

Nota: 9

Minha terra África


" The white material"
Drama da francesa Claire Denis, uma cineasta que busca linguagens e estranhezas em seus filmes.
Isabelle Huppert faz uma fazendeira de café que vive um momento de revolução numa provincia da Africa, ond eos rebeldes tentam assumir o poder. Uma mulher de personalidade frte e irredutivel, ela não quer abndonar o local, mesmo com o pedido de seu marido e dos militares franceses, que abandonam o local. O filho dela acaba enlouquecendo ( tipo MArlon Brando em Apocalypse now) e todos vivem um inferno.Isabele Hppert vale qq ingresso de cinema, e ainda tem Christpher Lambert como bonus.

Nota: 7

domingo, 24 de outubro de 2010

A casa muda


" La casa muda"
Filme de terror uruguaio, composto de um unico plano sequencia. Uma experiencia interessante, apesar de falhas no roteiro, mas que, por ser um filme voltado para a experimentação técnica, sobrevive aos furos na trama.
Um pai e sua filha seguem para uma casa no campo, para fazer faxina. Ao chegarem, se veem as voltas com assombrações e um segredo oculto na casa.
Dirigido por Gustavo Hernandez, o filme promove vários sustos, e tem um clima bem interessante, mantendo a tensão em boa parte da trama. A trilha sonora assusta, e a fotografia, registrada com uma camera 7d, tambem sugere impacto. Várias referencias a outros filmes, principalmente Espiritos, Bruxa de blair e REC. Vale a curiosidade
Dizem que o filme custou 6 mil dolares.

Nota: 9

Serbis


Ótimo drama do cineasta filipino Brillante Mendoza, que em 2009 ganhou Palma de Ouro em Cannes de melhor direção por KINATAY.
Aqui, ele retrata o cotidiano de uma familia no centro de MAnilla, dona de um antigo cinema, que agora só passa filmes pornôs. O prédio é grande, e por lá, circulam todos os tipos de marginais da socieddae: BAndidos, michês, gays, travestis, camelôs. OA familia administra além do cinema, um restaurante no próprio local, além de morarem lá. As cenas são surreais: o filho pequeno convive com frequentadores praticando sexo, travesti pratica sexo oral no projecionista, e por ai vai. Apesar de todas as perversões, o filme mostra uma socieddae decadente, desprovida de amor e esperança. Um filme sombrio e ao mesmo tempo alegre. Algumas cenas são antológicas, como por ex a van repleta de gays estacionando em frente ao cinema, e entrando na sala de exibição, como se fose uma excursão, Genial!

Nota: 9

Lola, de Brillante Mendoza


Lola, na língua filipina, quer dizer Avó.
Essa pungente historia acompanha o destino cruzado de duas avós. Uma, avó de um jovem assassinado por causa de um aparelho de celular. A outra, é avó do assassino. Acompanhamos em paralelo a vida dessas duas senhoras, em suas vidas tristes e pobres, numa Manilla devastada pela enchente e chuvas ocasionadas pela chegada de um furacão.
A pobreza reinante a região, e a luta dessas duas senhoras, que jamais deixam esmorecer seus intentos: uma quer enterrar seu neto, com um funeral digno, mas nao tem dinheiro. A outra, tenta arranjar dinheiro para fazer acordo . Acompanhamos tb, como nos filmes de Mendoza ( Kinatay, Serbis)a vida urbana, caótica, onde sobreviver parece ser quase impossivel.
O som tem ruídos externos o tempo todo: transito, gritarias, caos.
Sempre com a câmera na mão, em planos longos, que acompanham os personagens.
As duas atrizes maravilhosas, cheias de rugas e marcas do tempo, trazem dignidade e força ao filme: Anita Linda e Rustica CArpio. Triste, melancólico, violento.

Nota: 9

La nostra vita


Belo drama sobre um homem que perde sua esposa na gravidez, e que é obrigado a sustentar 3 filhos pequenos. Paralelo, um conflito moral que ele vive em seu trabalho como pedreiro, e o drama de imigrantes ilegais.
O diretor Elio Germano ( o mesmo de MEU IRMÃO É FILHO ÚNICO) trata o filme com muita delicadeza.
O filme ganhou premio de melhor ator em cannes de 2010, merecidamente. Elio Germano passeia vários humores durante todo o filme, que o diretor Danielle espertamente optou em não cair no melodrama.
O roteiro tem momentos mornos, mas no geral é sensivel e brilhante na construção dos personagens. A cena do velório, apesar de over, é uma amostra do que os italianos fazem muito bem, que é a super exposição do drama.

Nota: 8

A serbian film


"Srpski"
Filme sérvio, dirigido por Srdan spasojevic, A serbian film é doentio. Um filme sem concessões.
Um ex-ator pornô, endividado, mora com sua esposa e filho pequeno. Ele recebe um convite para participar de um filme pornô, sem referencias da produção. Acaba aceitando. O que ele descpbre tardiamente é que ele está a serviço de um " snuff movie", filmes que lidam ao extremo com sexo e violencia, chegando à morte no ato do climax sexual.
Dopado, ele participa de sexo com cadaveres, pedofilia, e outras cenas pervertidas (a té mesmo testemunhado por uma menina vestida como Alice). O climax envolve incesto, uma loucra.
Como se vê, esse filme dificilmente eu indicaria para alguem, pois ele é muito cruel e triste, por mostrar uma sociedade tão deturpada. AO final, foca a critica ao mundo voltado ao exibicionismo, ao desamor, à intolerancia.
As cenas são fortes, cruas, tudo devidamente documentada por uma euqipe de filmagem, que ainda participa dos atos sexuais.
O resultado chega a ser tosco de tão inacreditavel. Absolutamente inapropriado para menores.

Nota: 3

sábado, 23 de outubro de 2010

Meu vizinho Totoro


" Tonari no totoro"
Obra-prima do mestre Hayao Myazaky, considerado pela lista da Time Out o melhor dos 50 filmes de animação listados na cinematografia estrangeira.
O filme é simples, mas mágico, diferente dos outros filmes de Myasaki, a fantasia aqui está mais contida, mas não menos emocionante. O filme tem muita referencia a ALICE, tanto pelos traços do gato-ônibus, quanto pela passagem na floresta para a outra dimensão.
Um filme que faz a gente querer voltar a ser criança, pela sua inocencia, magia, amor.
O filme é de 88, mas só agora tomei inciativa de assistir. Quisera eu ter assistido na época, com certeza a memória afetiva do filme teria sido mais empolgante.
O filme narra a historia de 2 irmas que se mudam com o pai, professor, para o campo, para ficarem perto da mãe, que está internada em um hospital local.
Perto da casa, existe uma florsta mágica, aonde habita TOTORO, um ser peludo e encantador, que ajuda as crianças em suas viagens emotivas.
Imperdível, em todos os aspectos. E a musica tema é demais

Nota: 10

A woman, a gun and a noodle soap, de Zhang Yimou


Maravilhosa experiencia de ver um cineasta homenageando outro, no caso, Zhang Yimou prestando reverencias ao Universo dos irmçaos Cohen.
O marketing diz que é um filme baseado em GOSTO DE SANGUE, primeiro filmes dos irmaos, mas lembra bem de longe, pq o desdobramento da historia é muito mais divertido e inteligente. O filme começa estranhisssimo, num tom de grande pastelão. E assim vai percorrendo durante o filme. Como os Cohen, que trabalhm com o humor negro, Yimou mixa comedia e suspense de forma diabolica, com uma fotografia e exuberante e um elenco que aceitou trabalhar em um tom acima, e fazendo de seus tipos excentricos figuras amaveis e dignas de dó.
O roteiro vai se encaixando em um quebra-cabeças genial, e todos os personagens vão entrando numa teia sem fim.
Para quem curte um cinema inteligente e cult

Nota: 9

Atividade Paranormal 2


Paranormal Activity 2
Esse filme é ao mesmo tempo uma prequel e uma sequel do filme anterior. Ele está no meio. Para quem não viu o primeiro, muitas coisas ficarão confusas, por isso era bom se possivel, rever o filme anterior, pois vários fatos narrados ficam mais elucidativos. Não que isso faça desse filme um terror melhor que outros do gênero. Esse lance do " mockmentary" ( doc fake) já tá dando sinais de desgaste, mesmo porque esse aqui lembra bastante o recente " O último exorcismo".
Nesse aqui, um casal se muda para uma casa. descobrimos que a mulher é irmã de Kate, a mulher do primeiro filme. Esse filme se passa 60 dias antes. Fstos estranhos acontecem na casa, nessa quase refilmagem do outro. O roteiro peca por umas idiotices, colocadas só para explicitar mais os fatos que irão ocorrer. Por ex, porque diabos o namorado da menina joga um " ouija board" ??? E a empregada latina, metida a exorcismos? Forçação de barra.
Pela ausencia de trlha sonora, fica facil pregar sustos no publico, Qualquer barulho provoca susto, e isso acontece o tempo todo. O filme demora a engrenar, mas de uma forma geral, funciona, mais pelas elucidações da trama, do que por outra coisa. ALiás, aguardem Atividade paranormal 3, porque o desfecho desse sugere isso.

Nota: 7

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Contos da era dourada


" Amintiri din epoca de aur"
Dirigido por 6 cineastas proeminentes do país, Ioana Uricaru, Hanno Höffer, Razvan Marculescu, Constantin Popescu e Cristian Mungiram, sendo este último responsavel pelo projeto. Mungiran aliás, é o diretor do ganhador de Cannes 2007, " 4 meses, 3 semanas e 2 dias".
O filme reúne 6 curtas,e variam entre drama e comédia. São baseados em lendas urbanas, todas populares, que satirizam o cotidiano do povo romeno.
Todos os filmes tem como mote a questão da moral, durante o regime comunista do ditador Ceaucescu. Cobiça, corrupção, ganância. Os personagens são movidos por esses itens tão comuns ao povo brasileiro, mas que ao gosto dos romenos, tornam-se parodias maravilhosas de um Governo fadado ao fracasso. As histórias, bizarras e farsescas, são belamnete interpretados por um time de primeira linha do cinema romeno.
O episodio da chegada da comitiva do governo é hilariante, ri até doer a barriga. A cena dos governantes andando no chapéu mexicano é antológica.
Incrivel como essa recente filmografia romena gerou filmes tão primororos, como " 4 meses, 3 semanas, 2 dias", " Como festejei o fim do mundo", " Quando eu quero assoviar, eu assovio" e " Policial adjetivo"

Nota: 9

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Antes que o mundo acabe


Delicioso filme de adolescentes, dirigido com sofisticação por Ana Luiza Azevedo.
Ambentado no interior de uma cidade do Rio Grande do Sul, o filme narra a história de um garoto que é apaixonado por uma menina da escola. ele tem um melhor amigo. Mora com sua mãe, seu padrasto e irmã pequena. Seu pai foi embora e mora na tailandia, trabalhando como fotografo.
O filme acompanha o cotidiano desse menino, seus dramas,amores, frustrações e descobertas. É um filme lindo, emotivo, com excelentes atuações dos meninos. Os diálogos são deliciosos. Um filme que aposta em seus personagens, e que peca apenas pela ambientação na Tailandia, nitidamente filmada em baixo orçamento. Seria melhor nao mostrar os flashses do pai.O filme ganhou melhor Filme em Paulinia no ano de 2009, e infelizmente, não fez sucesso comercial. Uma pena.

Nota: 9

Quando me apaixono


" Then she found me"

Ótimo filme dirigido pela atriz Helen Hunt, que dosa muito bem drama e comédia. O filme narra a historia de uma mulher,( helen Hunt) que, aos 39 anos, é abandonada pelo marido imaturo (mAthew Broderick). Ela logo é procurada por sua mãe que a abandonou quando criança ( bette Midler) e se vê apaixonada pelo pai de um aluno ( Colin Firth). Helen dirige tudo com sinceridade e simplicidade. Sem arrroubos tecnicos, essa produção independente emociona porque aposta no carisma dos personagens, e logo, dos atores. Me emocionei bastante, ri demais. E além de tudo, o filme reserva belas cenas,mas atenção, quem nao curte o tema Maternidade, passem batido do filme hehehe
O filme lembra bastante o clima do filme de Miranda July ( Eu, vc e todos nos). Recomendo a todos

Nota: 9

Dois Irmãos


" Dos hermanos"

Deliciosa e sensivel comedia dramatica de Daniel Burman, de novo tratando de seu tema favorito, a relação familiar.
Dois irmãos já na casa dos 60 anos, vivem as turras. Ela trambiqueira tentando sempre levar vantagem em tudo. Ele, tenta descobrir em si uma forma de melhorar sua vida,
atraves da arte.
Os dois atores sao excelentes, e tem uma quimica maravilhosa. Os dialogos sao acidos, e o filme prima pela delicadeza com que trata a questao da terceira idade, do amor a arte, da sexualidade reprimida. Um filme apaixonante, com trilha sonora belisssima e cenas de puro deleite. Alò, esse filme merecia uma peça teatral.
Aliás, os argentinos mais uma vez dão aula de como se fazer cinema baixo orçamento com dignidade.

London River


Ótimo drama sobre uma mulher que mora afastada de Londres, e que ouve a noticia de ataques terroristas em Londres ( o ano é 2005). Ela vai até lá em busca do paradeiro da filha. Paralelo, um guarda florestal africano, que mora em Paris, vai tb para Londres em busca do seu filho desaparecido. A vida dessas 2 pessoas se cruza, e as diferenças religiosas e culturais precisam ser suplantadas para que a verdade surja.
Excelente performance de Brenda Blythin ( de Segredos e mentiras) , mas quem acabou levando premio de melhor ator foi o ator africano, em berlim 2009.
Um filme em tom investigativo, documental. Um filme de atores , brilhantemente dirigido pelo argelino Rachid Bouchareb. Quase uma aula de história da verdadeira salada cultural e politica que virou Londres.

Nota: 9

Eu e meu guarda-chuva


Fábula adolescente, baseada em livro de Branco Mello, Ciro Pessoa e Hugo Posssolo, é a estréia na direção de Toni Vanzonili.
3 amigos resolvem visitar a escola na véspera das aulas,e lá se deparam com um mundo mágico, adminstrado por um professor do mal, que maltrata as crianças que não se dedicam aos estudos.
O filme é delicioso, claramente inspirado nos filmes do Harry Potter ( seja pela fotografia, pela direção de arte, figurinos, quanto nas situações), e apesar do orçamento infinitamente inferior, faz milagres e consegue criar uma magia raras vezes vista em cinema nacional. Tecnicamente é competente, e a direção de arte soube driblar a questão oraçamentária de forma inteligente.
O filme inclusive tem locações filmadas em Praga, um luxo.
O elenco infantil é ótimo , atuam como adolescentes, nada de manias televisivas. São espontâneos.
O elenco adulto é um luxo: Camila Amado, Mariana Lima. Felipe Kannemberg, Orã Figueiredo, Paola Oliveira, Leandro Hassun.
Um filme que merece ser visto, e que não desagradará aos adultos que levarem seus filhos. Muito pelo contrário, é emocionante.

Nota: 9

Comer, Rezar, Amar


" Eat, pray, love"
9 entre 10 amigos meus que viram o filme acharam ele tedioso, feminista, um porre!
Bom, eu gostei. Por vários motivos: Tem Julia Roberts ( sou meio antigo, ainda amo esse lance de Glamour no cinema, ela tem esse IT), tem uma fotografia estupenda, tem uma trilha sonora deliciosa. E o roteiro, baseado no mega-sucesso de Elisabeth Gilbert ( que eu nãi li) é interessante, esse lance de viagem espiritual para exorcizar fantasmas é algo que sempre me interessou.
O filme é longo sim, são quase 140 minutos. Mas assisti com certo prazer. O elenco de apoio é ótimo ( James Franco, Javier Bardem, etc), a parte gastronomica na Itália é deliciosa, literalmente. O filme esbanja vários clichês culturais ( dizem que os italianos odiaram a visão caliente deles) mas Hollywood é isso. Javier Bardem de brasileiro, falando portunhol.hum..dá pra dar boas risadas. Aliás, até mesmo um xamã em Bali que fala inglês..huauhauha só no cinema...
O filme sim, é auto-ajuda de cabo a rabo. São despejadas frases de efeito a cada minuto. Isso pode irritar muita gente...mas vem cá, a intenção do filme é essa,né?
Saí satisfeito do filme. E aí já ta baum demais.

Nota: 8

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A primeira coisa bela


" La prima cosa bella"
Drama italiano, dirigido por Paolo Virzi. segue a tradição dos melhores filmes italianos: ótimos atores, muitas canções populares italianas na trilha. muita discussao familiar e muita gritaria...e claro, muito melodrama
No ano de 71, uma dona de casa ganha o conurso de mais bela dona de casa em um concurso. A partir daí, o marido e seu filho pequeno se sentem inseguros. Ela acaba saindo d ecasa, com os dois filhos pequenos, e segue sua vida errante. Décadas depois, o filho, que abandonou sua mãe ainda adolescente, retorna, ao descobrir que ela sofre de cancer terminal. A partir daí, muita lavação de roupa suja.
O filme apela para o melodrama diversas vezes, mas é tão emocionante que a gente nem liga. E ver a diva Stefania Sandrelli em cena vale qualquer centavo ( eu que sou fã dela desde Nós que nos amavamos tanto, clássico de Ettore Scola)
A única coisa que nao curti no filme, foi o abuso de lente grande angular. Me pareceu preguiça do diretor hehee

Nota: 8

Andres não quer dormir a sesta


" Andres no quieres dormir la siesta"
Drama argentino,dirigido por Daniel Bustamante, ambientado na ditadura de 1970.
Andres, um menino de 8 anos, vive com seu irmão e sua mãe. Um dia, sua mãe morre num acidente, e os garotos vão morar com a avó e o pai deles. A casa vizinha da avó consiste em um campo onde militares praticam tortura. O menino aos poucos vai se envolvendo com com o que acontece na sua região, e inconscientemente, abraça a ditadura.
Belo drama, polêmico, sob o ponto de vista ingênuo de um garoto, que se envolve emocionalmente com o histórico de sua mãe, militante, e com sua avó, que tenta esconder tudo o que acontece por ali.
O elenco é excelente, o menino é ótimo, e o filme prende a atenção, apesar de ter um ritmo lento.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Poesia


"Poetry"

Sensivel filme sul coreano, sobre uma senhora de 60 anos pobre, que cuida de um velho que sofreu derrame. Ela mora com seu neto, acusado de ter participado de um estupro, cujo resultado foi o suicidio da jovem. Para piorar a situação, a senhora começa a sofrer mal de alzheimer, e é obrigada a ceder dinheiro para chantagear a mãe da suicida. Resolve então entrar em um curso de poesia, para entender a beleza da vida.
O filme ganhou premio de melhor roteiro em Cannes 2010, e a atriz principal merece todos os louros: ela está excelente. O filme é longo, tem ritmo lento, mas possui cenas absolutamente geniais e antológicas ( a cena do banho com o belho, a cena do karaokê). Lirico, cruel, imperdivel

Nota: 10

A última Fuga



" La derniére fugue"

Drama canadense dirigido por lea Pool, narra a historia de um homem de 75 anos, que sofre de Mal de Parkinson,. Na noite de natal, seus 4 filhos passam a festa com ele. A partir dai, muitos podres e lavação de roupa suja. O neto e um dos filhos resolvem então que vão dar ao velho o direito de morrer feliz.
O filme é bom, bons atores, mas não oferece mais do que o convencional. Ás vezes o filme apela para o melodrama, e o final, bastante discutivel.

Nota: 6

Scott Pilgrim contra o mundo


" Scott Pilgrim vc the world"
Aventura baseada em quadrinhos, essa bizarra experiencia mistura varias linguagens: a de videoclip, a de quadrinhos, animação.....eu nunca havia visto um quadrinho do Scott Pilgrim, entao fui ver sem saber de nada. A gente estranha bastante todo aquele visual, as situações loucas que vao surgindo, um roteiro surreal que envolve ex-namorados de uma jovem que formam a liga dos 7 ex, que lutam contra Scott Pilgrim, que tem que provar seu amor á moça.
ISsso tudo é embrulhado em embalagem pop, com musicas rock , visual video-clip e tudo o mais. O filme tenta ser engraçado o tempo todo, as vezes ate beira o pastelão...o publico ria bastante, mas confesso que estranhei tudo..hehehee
Os efeitos são bacanas, a edição...o elenco tb fucniona bastante, Michael cera é o cara. Kieran Culkin, irmao do Macaulay, tb está divertido

Nota: 7

Plano B, de Marco Berger


"Plan B"

Esse filme não tem nada a ver com o Homônimo protagonizado por Jennifer Lopes.
Essa produção argentina é um drama romanceado sobre um jovem que abandonado pela namorada, resolve pregar uma peça ao atual namorado dela. O que ele não espera é que seu jogo, de ciúmes, acabe fazendo com que ele se apaixone pelo rapaz.
Um filme de boas intenções, mas o roteiro é fraco, sem ritmo, e sem pegada. O filme segue morno, e calcado em cliches do genero.

Nota: 4

Budrus, de Julia Bacha


Documentário americano, exibido no Festival de berlin 2010, narra um fato real acontecido em 2003.
ISrael decide erguer um muro entre Israel e PAlestina,a fim de defender seu protetorado. esse muro de concreto deve percorrer a fronteira dos 2 paises, porem acaba passando por vilas palestinas ocupadas. Uma pequena vila na Palestina, chamada BUDRUS, promove manifestação pacifica para evitar que esse muro destrua as plantações de oliveiras e avancem por suas casas. Esse movimento acaba ganhando adesão de outras vilas, e por fim, após um confronto que quase acaba em tragedia, os populares ganham, e o muro retrocede até a fronteira, em invadir as vilas.
O documetario é interessante, por mostrar esse movimento desde o inicio, colhendo depoimentos de populares , ativistas e exibindo trechos de reportagens israelenses.
O filme merece os méritos, pois mostra como uma boa causa pode ser feita sem uso de violencia.

Nota: 8

Os Amores Imaginários


" Les amours imaginaires" ou " Heartbeats"
Deliciosa iguaria pop, dirigida por Xavier Dolan, diretor de EU MATEI MINHA MÃE.
2 amigos, um rapaz gay e uma garota que se veste de forma vintage, se apaixonam por um belo e vaidoso rapaz vindo do interior.
os amigos ficam então disputando a atenção do guapo, seja em bares, festas, viagens..paralelo a tudo isso, o filme capta depoimentos reais de pessoas que sofreram por amor.
O filme é recheado de canções maravilhosas do mundo pop, principalmente BANG BANG, de Dalila.
A fotografia, o abuso da camera lenta, a nostalgia anos 60, tudo remete a Won Kar Wai, porem tb vemos influencias fortes do cinema de godard (Bande a parte)
É divertido ver os amigos se degladiando e sofrendo de amor ...quem já não passou por isso?
O desfecho reserva uma surpresa maravilhosa, com a aparição de um famooso ator jovem frances ( nao posso revelar o nome, que estraga a surpresa)

Nota: 9

Copacabana


Drama magistral protagonizado por Isabelle Huppert, em sua melhor forma. Uma mulher desempregada e em crise com sua filha, arranja trabalho como panfleteira d eum projeto imobilario em uma cidade da belgica. Seu jeito sincero de ser é mal visto por todos que a circundam, e ela tenta batalhar por seu espaço. seu sonho é conhecer o Brasil.
Os dialogos , acidos, saõ maravilhosos e hilarios, como só Huppert pode fazer.
O elenco é maravilhoso, e o drama sensibiliza pela empatia que o espectador tem pela personagem de Huppert, sonhadora e livre em seus atos. A gente torce por ela, memso quando ela age erroneamente.
A trilha sonora é toda composta de musicas brasileiras , e dão um tom maravilhoso ao filme. A cena final é emocionante, imperdivel!!!!

Nota: 10

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Cópia Fiel


"Copie Conforme"
Drama dirigio pelo iraniano Abbas Kiarostami, filmado na Toscana.
Um escritor lança seu livro em Toscana, sobre uma tese onde diz que uma copia de uma obra é tao importante quanto a sua original.
Uma antiquaria resolve convidar o escritor para uma tarde de conversa sobre sua obra, e a partir dai, discutem alem da questao da copia/original, a relação da mulher, onde o escritor acaba assumindo uma postura de ex-marido.
O filme é bem ousado, muitas pessoas nao entraram na onda da virada da trama, de qq forma, é um filme instigante, roteiro inteligentisssimo e adulto, e as interpretações do elenco, Juliete Binoche encabeçando, faz da obra um filme imperdivel para quem curte um cinema de autor.

Nota: 9

Ano Bissexto


" Ano bisiesto"
Filme mexicano ganhador da CAMERA D ÒR em CAnnes 2010, esse drama barra pesada narra a historia de uma mulher solitaria, jornalista, que vive sozinha, e passa as noites em busca de sexo facil, trazendo os homens ate sua casa. Até que um dia conhece ARturo, e passa a conviver com ele uma relação masoquista.
Dirigido por Michael rowe, o filme tem um ritmo muito lento, assim como a vida da protagonsita. NAda acontece, apenas observamos seus monentos cotidianos, de ficar espiando os vizinhos, etc.
O filme tem cenas fortes, e é apenas para quem tem mente aberta para filmes nada convencionais, e que nao se preocupam em ver a degradação humana.

Nota: 8

A oeste de Plutão


"À l´ouest de Pluton"
Drama canadense, que retrata um dia na vida de jovens adolescentes em Quebec, porção francesa do Canadá: sexo, drogas e rock´n roll
O filme tem toda uma inspiração em Gus Van Sant : camera lenta, vazio existencial da juventude, skate, crise familiar. Um belo retrato de jovens sem esperança, composto por atores amadores, e que representam muito bem.
Ótima fotografia, trilha sonora.

Nota: 7

Cartas para Julieta


"Letters to Juliett"
Filme pra lá de açucarado, para se asssitir naqueles momentos de paxão. PQ caso contrário, toda a chorumela e o clima de conto de fadas pode deixar muita gente irritada. O filme é ingenuo, no bom sentido, e o romantismo exagerado para os padroes de hoje devem deixar todas as leitoras de Barbara Cartland apaixonadas.
AMAnda Seyfried interpreta ma jornlista que viaja para a Italia junto com su namorado, Gael Garcia bernal. Ele so tem olhos para os seus negocios. Entediada, ela vai até uma fonte, onde as pessoas pregam cartas de amor perdido. Assim, ela encontra uma carta de quase 50 anos atras, e resolve responder ao pedido. Mal sabe ela que adona da carta surge, e resolve reeencontrar o seu amor perdido.
O filme é totalmente previsivel do primeiro ao ultimo minuto..mas cumpre o seu papel social...sim, esses filme stem sua importancia na vida das pessoas, ne? hehehee

Nota: 7

Minhas mães e meu pai


" The kids are alright"
Excelente comedia dramática, com atuações sensacionais de Juliane Moore, Annete Benning e Mark Ruffalo. Um roteiro inteligente, sensivel, emocionante
Um casal de lesbicas tem um casal de filhos, gerado por um doador de esperma. 18 anos depois, esse doador surge na vida da familia, e balança toda a estrutura.
Muitas cenas antologicas de intensa comedia e dramaticidade, provando que graças a deus, existe vida inteligente no cinema independente americano. A cena do jantar, sob os olhares da personagem de Annete benning sobre os convidados, é digna de Oscar. Imperdivel

Nota: 10

Se eu quero assoviar, eu assovio


If I want to whistle, I whistle
excelente drama romeno, ganhador do premio do Juri em Berlin 2010, narra a historia d eum jovem de 18 anos, preso em um reformatorio juvenil. Ele está prester a sair e voltar para casa em 2 semanas. seu irmao menor o visita, e diz que sua mae ira leva-lo embora para a Italia. Paralelo, O raoaz sofre com bullyng na presiao. Para piorar, ele se apaixona por uma estagiaria de psicologia que faz entrevistas na preisao. Ate que uma hora tudo explode, e ele resolve sequestrar a garota.
Os atores, principalmente o rapaz, sao excelentes e a camera na mão dá uma dinamica muito interessante. O diretor Florin serbis dirige com competencia esse drama, que se baseia na força de seuss personagens. Um filme seco, sem trilha sonora. quase documnetal.

Nota: 9

Quebra-cabeças

" Rompecabezas"
Drama argentino, que mostra o cotidiano de uma mulher que cuida de sua familia como dona de casa. de repente, ela descobre o prazer de montar quebra-cabeças, como passatempo, e cede horas montando, até conhecer um homem com quem formará uma dupla para competir num campeonato. de repente, ela descobre o vazio de sua vida, e entra em crise.
Bom drama existencial, com otimos atores, e bons dialogos. Tem um ritmo lento, mas para quem curte um filme com pequenos dramas sendo revelados , esse é um prato cheio

Nota: 7

Machete


O filme se resume em uma palavra: catarse!
Uma festa para qq cinéfilo, eu ri do inicio ao fim, dada a insanidade com que Robert Rodriguez concebeu essa sua obra-prima. Tudo é extremamente hilário, com zilhoes de referencias pop, e a trilha sonra é um desbunde. A concepção de trash aqui é elevado ao cubo, mas um trash de arte, dificil pensar em outro cineasta que consiga exercer essa força cinematografica. Rodriguez já tem seu posto no panteão dos grandes diretores.
O elenco todo é magistral, a começar por Danny tejo, um achado, que nasceu para o papel.
Jessica alba, Robert de Niro, Michelle Rodriguez, Seteven Seagal, todos devem ter se divertido horrrores no filme, mas mais do que ninguem, Lindsay Lohan, fazendo o papel de que? Filha drogada! HUAHUAUHAAUHA É tudo absolutamente inacreditavel!
Conselho, assista com galera, pq a alegria será geral!!!!!

Nota: 9

Separados pelo Destino

" Aftershock", de Xiaogang Fen (2010)

Superprodução chinesa, que narra o drama de sobreviventes do terremoto em Thangzeng, no ano de 1976, quando mais de 200 mil pessoas morreram soterradas. O filme narra o drama de uma mulher que perde o marido, e que possui os 2 filhos pequenos soterrados, tendo que escolher entre um deles qual irá sobreviver, pois a estrutura de concreto ameaça desabar. Ela escolhe o filho, e abandona a filha. Essa acaba escapando com vida, e passa decadas sofrendo rejeição por ter sido preterida por sua mãe. Paralelamente, acompanhamos o drama da mãe, que passa decadas sofrendo pela escolha. Anos depois, em 2008, no terremotoo de Sichuan, elas podem ter seus destinos cruzados.
O filme tem uma abertura extraordinaria, com cenas de ação espetaculares. Depois do terremoto, o filme vira um dramaçhão, com sofrimentos dignos de qualquer drama de Doulgas Sirk. Mesmo assim, a força do filme, baseado em seu elenco, e as cenas fortes de drama, mesmo que forçadas a fazer o espectador chorar, vale que o filme seja visto. A China o indicou ao Oscar de filme estrangeiro em 2010.

Nota: 8

Piranha 3D


Definifitivamente, não vão aos cinemas querendo levar esse filme a sério. Ele é uma galhofa do inicio ao fim, beirando o trash, isso desde o prologo inciial, protagonizado por um irreconhecivel Richard Dreyffus, que confessou so ter aceito fazer essa ponta por dinheiro. uhauhauhaa
E o filme, sim senhores, reúne não uma , nem duas, mas sim, todos os cliches sobre filmes de animais atacando banhistas, quase uma copia descarada de TUBARÃO.
Numa cidade prestes a lucrar com a vinda de turistas em sua alta temporada, piranhas pré-historicas são liberadas após um abalo sismico. Uma policial descobre a presneça dos bichos e faz de tudo para evitar que os banhistas mergulhem na águam mas vc acha que os politicios locais vão querer deixar d elucrar?
Muita mulher pelada, muita putaria, bebedeira, todos os signos da juventude desvairada repousam aqui. A gente torce para que eles sejam devorados pelos bichinhos,pq merecem, né? hehehehee
Os atores teem uma performance amadora, e fiquei pasmo de ver atores como, além de Dreyfuss, fazerem parte dessa bomba atomica: Elisabeth Shue, Christopher Loyyd...ah, o dinheiro..ahuauha
Os sustos são todos bobos, daqueles que necessitam de som esttridente para causar impacto..e a cena final é das mais ridiculas que ja vi recentemente. Deu para dar algumas boas risadas, mas confesso, fiquei com saudades de PIRANHA 2, cult de james Cameron, sobre piranhas voadoras. Esse fim, divertidissimo. Esse aqui só vale a pena por ser em 3D, e ter boas cenas subaquaticas.
Ah, o diretor é o frances Alejandro Aja, mesmo de ALTA TENSAO, e VIAGEM MALDITA, esses sim, 2 bons filmes de terror.

Nota: 2

Tropa de elite 2


Continuação do mega-sucesso de Zé Padilha, esse filme se ambienta no ano de 2006 e 2010, mostrando o crescimento das milicias na Zona oeste do Rio de Janeiro. Essas milicias são compostas por policiais corruptos, concomunados com politicos e poderosos de varias esferas da sociedade.
MAis do que o filme em si, o melhor desse Tropa 2 é denunciar a corrupção, com coragem, ainda mais em época de eleição.
O roteiro é contundente, o elenco está otimo, com destaque para Wagner Moura e Sandro Rocha, excelente como o miliciano Rocha.
Andre MAttos está over em sua atuação como parodis de Wagner Montes.
Toda a parte técnica está de parabens, e o filme cumpre o que promete: diversão com qualidade.
alías, a estrutura narrativa do prólogo e do epilogo é identico ao filme CASSINo, do Scorcese

Nota: 9

Um lugar qualquer (Somewhere)


Exercicio de drama intimista de Sofia Coppola, mais radical que ENCONTROS E DESENCONTROS. Aqui, ela abusa de Antonioni, na questao da incomunicabilidade. Muitos planos longos, sem ação, só imagens, a melancolia, o tempo morto, onde nada acontece. Uma critica feroz ao culto das celebridades, Sofia desconstroi essa vida glamurosa dos atores. ALgumas cenas são antologicas:a da moldagem da mascara de envelhecimento, o da entrega do premio na tv italiana. Stephen Dorff e Ellen Fanning estão soberbos, e o filme exala tristeza. A trilha sonora é deliciosa, e a fotografia belisssima. Atenção, repito: o filme tem um ritmo muito lento, e Sofia provoca o espectador em cenas longas sem ação.
Vale dizer tb que o filme é uma especie de releitura de Encontros e desencontros. E fica obvio tb que existe muito de autobiografico no filme, na relação de SOfia e seu pai Coppola, quando ele filmava mundo afora, carregando Sofia pequeninha por paises exoticos. VAzio existencial e frieza narrativa, esses são os temas de Sofia

Nota: 9

Você vai conhecer o homem de seus sonhos


" You will meet a dark tall stranger"
Bom, aqui se aplica o cliche que todos usam sobre os filmes de Woody Allen: Um filme medio de Allen é melhor que muito filme que circula por ai.
Aqui Allen repete alguns temas recorrentes em seus filmes: a questão do golpe do destino , a personagem da puta bagaceira e atrapalhada, os casais em crise, os amantes, a questão da metafisica ....
Mesmo assim, o filme cresce em varios momentos, soberbos. O roteiro mescla momentos de drama e comedia, e o defsceho inconcluso revela a grande questao de Allen aqui no filme: A vida nos oferece momentos que mal aplicados, surtem efeitos devastadores.
Allen se utiliza de atores novos aqui no filme: anthony Hopkins, Antonio Banderas, Josh brolin, NAomi Watts, todos alternando sentimentos e humores ao longo do filme.
Saí satisfeito do filme, e deixando claro para os meus amigos que Allen não precisa mais fazer obras prima,s basta ver um filme dele e já ficamos satisfeitos

Nota: 8

Tio Boonmee que pode recordar suas vidas passadas


Uncle Boonmee who can recall his past lives
Belissimo filme do diretor Tailandes Apitchapong Weresetakhul, é provocativo e polemico. Tem quem odeie, tem quem ame. Nao existe meio termo. COmo eu ja sou escolado nas obras do diretor, posso dizer que amei o filme.
Bonnme vai passar seus ultimos dias de vida numa casa ao lado de uma floresta. A ele se juntam seus parentes mais proximos. Num jantar, o fantasma de sua mulher retorna, e seu filho desaparecido reaparece tb, na forma de um macaco.
O filme é muito bizarro, e nao adianta ficar tentando achar significados para tudo. O mais incrivel no filme, é que Apitchapong nos faz acreditar em um homem em forma de macaco, em um peixe que fala e engravida uma mulher, em espiritos, etc. E o mais incrivel ainda, é que tudo isso é permeado por dialogos e situações hilariantes.
O ritmo do filme é muito, muito lento, e pode assustar boa parte dos espectadores.

Nota: 9

A solidão dos números primos


La solitudine dei numeri primi
Estranhisssimo filme italiano dirigido por Saverio Constanzi, com fortes influencias do cinema de Dario Argento e David Lynch, ao misturar generos como drama, fantasia, misterio, suspense.
Acompanhamos decadas na vida de 2 jovens que nao se conhecem, mas que posssuem traumas de infancia. As relações conflituosas com os respectivos pais, e a falta de comunicação entre todos.
Adorei o filme, justamente por nao saber como ele vai se encaminhando. O prologo é sensacional, parece filme de Dario Argento.Um filme misterioso, que dá clima, e bonito de se ver, tem otimas cenas, como a da festa e a da trama paralela mostrando a irmã pequena sendo deixada numa praça e o esqui .
O filme tem cenas tensas, um ar de eterna tragédia. O trabalho dos atores é ótimo, o casal principal mudou de fisionomia radicalmente para mostrar a passagem de tempo.
Na trilha sonora, pérolas pop, como Energy Flash e Bette davis eyes.

Nota: 9

Ilusões Óticas



" Ilusiones ópticas"
Drama chileno dirigido por Cristian Jimenez, faz um pequeno mosaico de personagens habitantes de Valdivia, cidade do Chile que fica no sul.
O filme traça um painel sobre a degradação humana, com tipos que se entrecruzam, assim como nos filmes de Altman, focando a crise existencial, a depressão, a falta de auto-estima.
Um cego que fez cirurgia de cornea e vê muito pouco; uma secretaria de uma empresa que sonha em fazer implante de seios; um funcionario de uma empresa prestes a ser demitido; um segurança que se apaixona por uma cliente ladra do shopping onde ele trabalha ..e por ai vai.
O filme tem um ritmo lento, mostrando o cotidiano dessas pessoas sem vida, sem alma. Apesar de longo, é um bom filme, com bom elenco.

Nota: 6

A última estação



" The last station"
Drama dirigido por Michael Hoffman, narra a história da relação do casal Tolstoi. Ele, o famoso escritor de GUERRA E PAZ, e ela, a Condessa. Tolstoi resolve criar um movimento tolstoitiano, que posssui vários seguidores, onde prega a distribuição de renda e doação de todos os bens para o povo. Sua esposa é contra a doação dos bens da familia e dos direitos das obras dele. paralelo, temos a historia de valentin, secretario de Tolstoi, que acompanha a crise do casal.
Helen Mirren e Christopher Plummer interpretam o casal,e ambos foram indicados ao oscar em 2010. James Macvoy interpreta o secretario, e paul Giamatti, o lider do movimento.
É um bom drama, convencional, mas de ótima produção: fotografia, locações, figurino, tudo magnifico. O filme tem um ritmo lento, mas acompanha-se com gosto esse dilema sobre o amor e as razoes que fazem o ser humano ir contra a pessoa que ama.

Nota: 7